fbpx

Quer fugir do agito da cidade e se reconectar com a natureza, mas sem precisar ir muito longe? Então, conhecer trilhas perto de São Paulo é uma ótima opção para isso.  

São Paulo é um estado com muitos destinos incríveis para se aventurar e apreciar belas paisagens.

Pensando nisso, selecionamos cinco deles para te inspirar a caminhar pela mata rumo a vistas sensacionais, e viver experiências que renovam a alma. Acompanhe a leitura para conhecer todos eles!

Trilhas para fazer perto de São Paulo

Veja destinos a poucas horas da capital e que fazem valer qualquer esforço.

Lembrando que se precisar alugar um carro para fazer a sua viagem, na Rentcars você consegue os melhores valores fazendo uma comparação com outras locadoras do mercado.

Trilha Pedra da Onça

A trilha Pedra da Onça está localizada entre as montanhas da Serra da Mantiqueira, a cerca de 150 km de São Paulo. Ela pertence a São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos, que faz divisa com Monte Verde, que por sua vez é um distrito de Camanducaia, Minas Gerais.

Do alto de seus 1.960 metros , é possível ter uma vista sensacional do Vale do Paraíba e do sul de Minas. Por isso a trilha é uma das principais atrações da região.

Ao todo, a trilha Pedra da Onça possui 11 km (ida e volta) de percurso íngreme, que duram aproximadamente 6h. Ela é toda autoguiada, tem bastante sombra, não exige guia e possui nível moderado de dificuldade. Pelo caminho, você encontra diversas bicas para poder matar a sede com água fresca.

Vale dizer que a parte do trajeto por dentro do Bosque dos Duendes pode ser um pouco confusa. Por isso é importante redobrar a atenção no chão para não desviar da trilha.

Se você quiser elevar o nível da aventura e conexão com a natureza, é possível acampar na Pedra da Onça e voltar apenas no dia seguinte. Assim, você pode assistir tanto o pôr, quanto ao nascer do sol lá do alto. Além disso, você também pode seguir caminho e atravessar a trilha até chegar em Monte Verde.

A melhor época para fazer a Trilha Pedra da Onça é fora do verão, pois o período de chuva aumenta a probabilidade de raios. Sendo assim, os meses ideais são entre abril e setembro.

A Pedra da Onça é uma das trilhas perto de São Paulo
Imagem de Eduardo Amaral via Google

Como chegar: final da Estrada dos Ferreiras, São Francisco Xavier, São José dos Campos, SP.

Valor: gratuito.

Trilha da Pedra do Baú

Não tem como falar de trilhas perto de São Paulo, sem mencionar a Pedra do Baú! Isso porque a imponente formação rochosa encravada em meio a Serra da Mantiqueira, chama a atenção de turistas do Brasil e do mundo.

Localizada em São Bento do Sapucaí, a cerca de 200 km da capital paulista, a trilha da Pedra do Baú pertence a um complexo com mais duas atrações, que são a trilha da Ana Chata e a trilha do Bauzinho. 

Por isso, é um ótimo destino tanto para quem nunca fez trilha, nem tem preparo físico para esforço intenso, quanto para quem gosta de praticar escalada. Veja só a diferença entre cada uma das trilhas:

Trilha do Bauzinho 

A trilha do Bauzinho é a mais tranquila das três. Possui 235 metros de caminhada leve e alguns degraus pelo caminho, e dura cerca de 10 minutos. Lá do alto é possível ver a cidade de São Bento do Sapucaí e a sua “irmã” Pedra do Baú.

Trilha da Ana Chata

Já a trilha da Ana Chata exige um pouco mais de preparo físico, devido a sua extensão mais longa de 1.830 metros, que duram aproximadamente 1h de percurso. É preciso subir escadas instaladas na própria rocha para chegar no cume da Ana Chata.

Trilha do Baú

Por sua vez, a trilha do Baú é a mais intensa, com 1.790 metros que duram cerca de 1h30min. A caminhada até sua base possui um nível difícil, e ainda são mais 320 degraus para subir aos 1.950 metros de altitude da rocha. 

Por isso, ela é indicada para trilheiros experientes. Também é recomendado fazer a trilha da Pedra do Baú com guia, e é obrigatório o uso de equipamentos de segurança.

Caso você queira fazer as trilhas da Ana Chata e da Pedra do Baú, precisa agendar com antecedência. Isso porque se trata de um Monumento Natural Estadual (MoNa), que pertence a uma Área de Preservação Ambiental. Já para a pedra do Bauzinho, não precisa de agendamento.

Além disso, é cobrada uma taxa por pessoa no acesso ao estacionamento. 

Vale dizer também que do estacionamento até o início das trilhas da Pedra do Baú são cerca de 1,5 km de distância em estrada de terra. Contudo, tem um estacionamento exclusivo para pessoas com mobilidade reduzida e idosos, próximo ao Bauzinho.

A Pedra do Baú é uma das trilhas perto de São Paulo
Foto de Maurício via TripAdvisor

Como chegar: Estrada Municipal do Bauzinho, s/n. Paiol Grande. São Bento do Sapucaí – SP.

Valor: R$ 16 por pessoa.

Agendamento: site Pedra do Baú

Trilha da Pedra da Macela

A Trilha da Pedra da Macela é uma das principais atrações para quem visita Cunha, localizada a cerca de 250 km de São Paulo e que faz divisa com o Rio de Janeiro.

Ela pertence ao Parque Nacional Serra da Bocaina. Do alto de seus 1.840 metros, quando o céu está limpo, é possível avistar em 360° toda a baía de Paraty, Angra dos Reis, Ilha Grande, além das montanhas da Serra do Mar. 

O percurso possui em torno de 5 km (ida) até o cume, e o trajeto é todo pavimentado e bem sinalizado. Contudo, a trilha da Pedra da Macela é bem íngreme e exige um bom condicionamento físico para ser feita tranquilamente. 

Se quiser, é permitido acampar na Pedra da Macela. Mas para isso, precisa estar bem preparado, já que o local não possui nenhuma estrutura, nem ponto de água.

Vale dizer que o Parque Nacional da Bocaina possui outras atividades na natureza, como cachoeiras e outras trilhas, que também valem a pena aproveitar na sua visita.

A Pedra da Macela é uma opção entre as trilhas perto de São Paulo
Imagem/Reprodução Wikipédia

Como chegar: Rod. Estadual Francisca Mendes Ribeiro, s/n. SP-221 km 0. São José do Barreiro, SP.

Valor: gratuito.

Trilha do Pico do Itaguaré 

O Pico do Itaguaré é mais uma opção incrível para quem quer conhecer trilhas perto de São Paulo. Ele fica em Passa Quatro, Minas Gerais, a 248 km da capital paulista. Possui 2.308 metros de altitude, de onde se avista o Vale do Paraíba e sua imensidão de montanhas. 

A trilha do Pico do Itaguaré é indicada para quem possui mais experiência com trekking. Isso porque ela exige bastante esforço físico em caminhada íngreme, além de ter trechos com escalaminhada. 

Seu percurso tem cerca de 13 km ao todo (ida e volta), que pode levar em torno de 6h de trilha. O caminho começa com mata fechada e passa por quatro pontos de água. Depois, quando chega na parte rochosa, ele segue todo a céu aberto até o cume, que compensa todo esforço.

Caso você queira a companhia de um guia para fazer a trilha do Pico do Itaguaré, recomendamos o Júlio, da Esmeralda Adventure. Ele pode tornar sua experiência ainda mais especial. O número para entrar em contato com ele é +55 12 99740-8608.

Além disso, é permitido acampar no Pico do Itaguaré, para viver uma experiência ainda mais imersiva na natureza. Mas você também pode optar por ficar no acampamento base, onde os carros ficam estacionados, ou então fazer apenas o bate e volta na trilha.

Mais uma vez, vale lembrar que, como em qualquer trekking, o ideal é evitar ir no verão, época das chuvas, e dar preferência para os meses de abril a setembro.

Aperte o play e sinta a vibe de quando o Ale e a Duda fizeram a trilha do Pico do Itaguaré:

Como chegar: Sertão dos Martins P4, Passa Quatro, MG.

Valor: gratuito.

Trilha do Vale das Ostras

Diferente das dicas acima, a Trilha do Vale das Ostras não leva a vistas panorâmicas, mas sim a cachoeiras incríveis, sendo 12 no total. 

Ela fica em Eldorado, na região do Vale do Ribeira, a cerca de 278 km da capital. Essa é uma trilha com 8 km de extensão (ida e volta) e de dificuldade média/fácil, adequada até para crianças.

O percurso feito por dentro da Mata Atlântica leva a quedas d’água e piscinas naturais lindas. Entre elas, a última (e mais aguardada) parada é na Cachoeira Queda do Meu Deus. Ela tem 53 metros de altura e já foi eleita a cachoeira mais bonita do estado de São Paulo. 

Para fazer a trilha do Vale das Ostras é preciso contratar um guia, além de pagar pelo acesso.

Vale dizer que o Parque Estadual Caverna do Diabo fica pelo entorno. Inclusive o Vale das Ostras é formado pelo Ribeirão das Ostras, o mesmo rio que atravessa a Caverna do Diabo. Então, se você estiver com mais tempo, pode incluir ainda mais aventuras no seu roteiro de trilhas perto de São Paulo.

O Vale das Ostras é uma opção de trilhas perto de São Paulo que levam a cachoeiras
Imagem de João Victor Zamperlini via Google

Como chegar: via comunidade Sapatu, estrada SP-165, entre as cidades de Eldorado e Iporanga.

Valor: R$ 15.

O que levar em uma trilha?

Antes de fazer uma trilha, é fundamental pesquisar sobre o percurso, avaliar as condições do clima e, claro, se preparar para levar tudo o que for necessário. 

Sendo assim, o Wikiloc, aplicativo de navegação outdoor, é um grande aliado tanto para iniciantes, como para experientes, pois te ajuda a se guiar por todo o itinerário da trilha. 

Além disso, por mais fácil que a trilha seja, usar as roupas adequadas faz toda a diferença. Por isso, veja uma lista do que você não pode esquecer de levar:

  • Roupas leves e confortáveis,
  • Tênis ou bota para trilha,
  • Protetor solar
  • Repelente
  • Boné ou chapéu,
  • Água, 
  • Alimentos leves, como frutas, barrinhas de cereal, etc.

Se for acampar e no caso de trilhas mais pesadas, leve também:

Vale lembrar que na The North Face você encontra todos os equipamentos que precisar, e usando o cupom VANLIFE10 suas compras saem com 10% de desconto.  

Gostou de conhecer essas trilhas perto de São Paulo? Então conta pra gente qual delas você vai fazer primeiro? Aproveite e confira também tudo sobre a trilha do Pico dos Marins, outra opção incrível para se aventurar! 

One thought on “5 trilhas perto de São Paulo para se aventurar em um final de semana

  1. Pingback: O que fazer em São Paulo? Veja os lugares imperdíveis para o seu roteiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.