fbpx

A Chapada dos Veadeiros é um lugar que consegue reunir cachoeiras paradisíacas e trilhas com o cerrado como plano de fundo. São diversas as atrações nesse lugar incrível, ainda pouco descoberto pelos brasileiros.

Uma das atrações mais conhecidas é o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Mas além desse, tem muitos outros lugares para explorar nessa viagem. Acompanhe o guia para conhecer todas eles!

Sobre a Chapada dos Veadeiros

Além das diversas opções de cachoeiras e de trekking, a Chapada dos Veadeiros é muito procurada como destino para meditação, cura e turismo místico, pois é considerado um lugar esotérico. 

Isso porque o Paralelo 14, a mesma linha imaginária que passa por Machu Picchu, no Peru, atravessa Alto Paraíso de Goiás. Outro fator que contribui para a fama mágica do lugar é a enorme placa de quartzo que fica sob a região.

Onde fica a Chapada dos Veadeiros?

A Chapada dos Veadeiros fica no nordeste de Goiás, entre os municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e São Jorge d’Aliança. 

O caminho mais próximo para chegar na Chapada é partindo de Brasília – DF.

Como chegar na Chapada dos Veadeiros?

A Chapada fica a aproximadamente 240 km do Aeroporto Internacional de Brasília (Presidente Juscelino Kubitschek), totalizando por volta de 3h de percurso de carro. Já de Goiânia são aproximadamente 430 km de distância, mais ou menos 5h30min de viagem. 

Saindo de outras cidades e estados, a melhor opção é fazer o trajeto de avião até o Aeroporto Internacional de Brasília e de lá alugar um carro para Chapada. A estrada é reta e bem fácil para dirigir. Saindo de carro da capital federal, o percurso inclui a BR-010 até Alto Paraíso de Goiás. De lá, basta seguir a Av. João Bernardes Rabelo e GO-239 até o destino. 

Se você for alugar, sugerimos que você faça o aluguel do seu veículo pelo Rentcars.com, pois o Rentcars.com permite que você pesquise e compare o valor do aluguel de diversas locadoras, e faça o pagamento em reais.

Também é possível chegar de ônibus na Chapada dos Veadeiros. Saindo da rodoviária de Brasília, a empresa Real Expresso opera o trajeto com saídas às 10h, 19h e 21h, com horários de retorno às 2h e 13h45min. Para mais informações consulte o site da rodoviária de Brasília

Vale dizer que as trilhas para chegar nas cachoeiras ficam distantes umas das outras, e ao optar por ir de ônibus a mobilidade fica um pouco limitada. Ficando em hostels ou campings é mais fácil interagir com outros viajantes para conseguir uma carona.

Quando ir para a Chapada dos Veadeiros?

A temperatura da região é amena durante todo o ano. O que influencia a escolha pela melhor época para ir é a temporada de chuva. 

O período de seca, que ocorre entre os meses de maio a setembro, é a melhor época para conhecer a Chapada dos Veadeiros, pois evita as trombas d’água que eventualmente acontecem e que as chuvas atrapalhem os passeios. Uma boa é planejar sua viagem nos primeiros meses da seca, assim as cachoeiras ainda estão com bastante água e o tempo fica mais estável.

Já a época de chuvas é entre outubro e abril. A chuva pode aumentar o volume de água das cachoeiras e atrapalhar quem está disposto a fazer trekking. 

O Ale e a Duda conheceram a Chapada no mês de abril, não estava sol e em um dos dias choveu bastante. Mas apesar do perrengue, isso não atrapalhou o trekking nem as paisagens lindas. 

Uma boa dica é evitar o período de férias escolares (janeiro e julho) e feriados. Isso porque determinadas cachoeiras apenas podem ser visitadas por um número máximo de pessoas por dia, como é o caso da Cachoeira Santa Bárbara. 

Nesses períodos, para conseguir visitar as cachoeiras que tem lotação é preciso chegar muito cedo. Logo, para quem procura sossego não é a melhor época para conhecer a região.

Quantos dias ficar na Chapada dos Veadeiros?

Em relação a quantos dias incluir no seu roteiro pela Chapada dos Veadeiros, vale dizer que são tantas atrações para conhecer que mesmo ficando 2 meses por lá, não dá para conhecer tudo. Mas entre 4 e 5 dias já dá para aproveitar e fazer bastante coisa. Se puder ficar uma semana, melhor ainda, pois assim você faz tudo com calma.

Onde ficar na Chapada dos Veadeiros?

As principais regiões para se hospedar na Chapada dos Veadeiros são Alto Paraíso de Goiás e São Jorge.

Alto Paraíso é uma cidade pequena com um pouco mais de estrutura. Já São Jorge é uma vila, possui um clima mais rústico e charmoso, e é mais próximo da maioria das atrações. Ainda tem Cavalcante, onde fica Santa Bárbara, que é um pouco mais afastada.

Por isso, um roteiro híbrido pode ser a melhor solução. Assim você distribui as estadias entre as cidades onde estão as atrações que deseja visitar, e aproveita o melhor de cada uma delas.

Confira algumas sugestões de hospedagens na Chapada dos Veadeiros:

Hospedagens em Alto Paraíso de Goiás

Pousada Camelot Inn

Imagem: Reprodução/ Booking

Se você gosta de hospedagens temáticas, com certeza vai curtir essa. A Camelot Inn tem uma decoração medieval que te faz voltar no tempo. Além disso, está localizada perto da rodoviária de Alto Paraíso e do centro da cidade.

Chalés Recanto do Paraíso

Os Chalés Recanto do Paraíso são uma boa pedida para quem deseja preparar as próprias refeições durante a viagem. Isso porque eles são equipados com cozinha.

Hostel Casa do Guardião

Já se a sua intenção é economizar e ter ainda mais chances de conhecer gente nova, o Hostel Casa do Guardião é uma ótima pedida. Ele fica bem pertinho da rodoviária, todos os quartos contam com banheiro privativo e tem opção de quarto para casais.

Hospedagens em São Jorge

Pousada Bambu Brasil

A Bambu Brasil fica a 1 km do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e do centrinho de São Jorge. Também está em torno de 20 minutos de carro de Alto Paraíso. Possui quartos espaçosos com varanda, e também uma piscina.

Campo Base Ecolodge

Se você quiser ter uma experiência um pouco mais roots, mas sem abrir mão do conforto, o Campo Base Ecolodge pode ser sua melhor opção. Trata-se de um acampamento de luxo a 10 km do Vale da Lua.

Namaste Pousada e Terapias

Outra opção pertinho do Vale da Lua é a Namaste Pousada e Terapias. Essa é uma ótima escolha de hospedagem para quem tem um perfil de viajante mais místico. 

Lambuze

Imagem: Reprodução/ Site do Lambuze

Se você quer experimentar algo diferente pode se hospedar no Lambuze: uma experiência de hospedagem em trailers instalados em um mirante na Chapada dos Veadeiros. O Lambuze fica próximo a duas atrações: o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (1,7 km de distância) e a Janela do Abismo (4 km de distância). Lá também tem um bar bem legal, o Bar do Mirante, que mesmo sem estar hospedado no Lambuze vale a pena você conhecer para curtir um pôr do Sol.

Umay Hospedagem e Camping

O Umay é uma opção de camping muito bem localizado e com uma vista linda. Geralmente não aceita motorhome no camping, mas talvez conversando com o dono ele abra uma exceção. Contato do Felipe, dono do camping: (62) 98217-1177.

Hospedagens em Cavalcante

Chácara Lápis Lazuli

Imagem: Reprodução/ Booking

Todas as unidades da Chácara Lápis Lazuli contam com uma mini cozinha. Então é uma boa opção de hospedagem em Cavalcante para quem deseja preparar as próprias refeições.

Chalés Pássaros do Cerrado

Imagem: Reprodução/ Booking

Os Chalés Pássaros do Cerrado ficam a cerca de 5 minutos de carro da cidade. Aqui as unidades também contam com área para refeições.

Hostel & Camping Cavalcante

No Hostel & Camping Cavalcante, como o nome sugere, você pode tanto se acomodar em um quarto, como acampar. A hospedagem oferece Wi-Fi, café da manhã e cozinha equipada.

O que levar?

Uma viagem para a Chapada dos Veadeiros é uma viagem de imersão na natureza. Como tem muitas trilhas para fazer, é importante levar o calçado adequado para não ter problemas no caminho.

Além disso, claro, as roupas de banho para curtir as cachoeiras, toalha de secagem rápida e roupas leves para trekking. Se for na temporada de chuva, não se esqueça de levar capa de proteção para você e para a sua mochila também.

Vale lembrar da importância do protetor solar e também do repelente.

Confira abaixo esse check list do que levar para a Chapada dos Veadeiros para você não esquecer de nada na hora de arrumar a mala:

  • Bota de trilha (clique aqui para ver uma opção masculina ou aqui para ver uma opção feminina) ou tênis (a bota de trilha é uma opção mais confortável e adequada para os trekkings, mas dá para fazer as trilhas de tênis também);
  • Garrafinha de água;
  • Jaqueta impermeável (clique aqui para ver uma opção masculina ou aqui para ver uma opção feminina);
  • Roupa de banho;
  • Toalha de secagem rápida;
  • Lanterna de cabeça (caso você se estenda por alguma trilha depois do pôr do sol);
  • Camiseta com FPU 50, para proteção dos raios ultravioletas (clique aqui para ver uma opção masculina ou aqui para ver uma opção feminina);
  • Agasalho (na Chapada costuma esfriar durante a noite – (clique aqui para ver uma opção masculina ou aqui para ver uma opção feminina);
  • Chapéu ou boné;
  • Mochila para trilha.

Você pode usar o CUPOM DE 10% DESCONTO do GetOutside para compras no site da The North Face Brasil: VANLIFE10

Sugestão de roteiro de 5 dias na Chapada dos Veadeiros

Tem muita coisa para fazer na Chapada! Antes de falar sobre cada uma, preparamos essa sugestão de roteiro de 5 dias com algumas das atrações mais legais da Chapada dos Veadeiros:

Dia 1

Se for o dia que você chegar, vale a pena ir para Loquinhas, que é um passeio bem perto de Alto Paraíso, é tranquilo e os poços são bem bonitos. 

Para jantar em Alto Paraíso você pode ir no Zus Bristro, La Vitta é Bella ou na Vendinha 1961.

Dia 2

Na parte da manhã comece pela Cachoeira do Cordovil e Poço Esmeralda (Sítio Volta da Serra), depois almoce no Rancho do Waldomiro e na parte da tarde faça o Vale da Lua.

Entre o Rancho do Waldomiro e o Vale da Lua fica o Jardim de Maytrea, à beira da GO-118. Vale a pena dar uma parada para conhecer e apreciar a vista! Uma curiosidade: o Jardim de Maytrea é considerado um portal para outra dimensão pelos mais místicos da região.

Dia 3

Tire o dia pra fazer alguma das trilhas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Nós recomendamos a trilha dos Saltos. 

Para jantar em São Jorge, os restaurantes favoritos do Ale e da Duda foram: a Risoteria Santo Cerrado, o Japada ou o Luar com Pimenta.

Dia 4

Dia de conhecer Macaquinhos ou a Cachoeira do Segredo.

Para o Ale e a Duda, a Cachoeira do Segredo é a melhor pedida por ficar bem mais próxima de São Jorge (9,2 km de distância) e por ser linda. No entanto, vale considerar que são 8 km de trilha para conhecer a Cachoeira do Segredo.

Macaquinhos é um complexo de 10 cachoeiras bem legal, mas devido a distância e a estrada de chão em péssimas condições, pode não valer a pena o deslocamento. São 4 km de trilha (ida) para conhecer as cachoeiras de Macaquinhos.

Dia 5️

Visite a Catarata dos Couros, depois faça uma parada para almoçar no Restaurante e Camping da Dona Eleusa (embora o Ale e a Duda não tenham ido, muita gente recomendou porque fica bem próximo à Catarata dos Couros).

Por fim, na volta para Brasília você pode dar um pulo na Cachoeira do Label.

O que fazer na Chapada dos Veadeiros?

São muitas atrações surreais para fazer na Chapada entre as cachoeiras, as trilhas e a comunidade em si. Veja agora as opções para incluir no seu roteiro por lá!

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 1961 e possui 240.611ha de cerrado de altitude. 

Embora os banhos de cachoeira sejam as atrações mais procuradas, o parque também é fonte de pesquisas científicas, incentiva a educação ambiental e preserva locais de antigos garimpos. Em 2001, ele foi declarado como Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO.

Dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros existem 4 opções de trilha. Veja só:

  • Trilhas dos Saltos, Carrossel e Corredeiras: 11 km (ida e volta) com nível médio de dificuldade. Desse total, em torno de 800 m são mais pesados porque são de subida, mas de resto a trilha é bem tranquila e praticamente plana;
  • Travessia das Sete Quedas: acessível apenas no período de seca, são 23 km (ida e volta) com nível alto de dificuldade. Por isso, é permitido pernoitar no parque na área de acampamento;
  • Trilha dos Cânions e Cariocas: 12 km (ida e volta) de dificuldade média;
  • Trilha da Seriema: é a trilha mais fácil, com apenas 800 m (ida e volta). 

O valor para entrar no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é R$ 18,00 por pessoa. Já o estacionamento em frente custa R$ 15,00 a diária.

A entrada fica em São Jorge e dá para fazer o trajeto a pé, pois o caminho tem menos de 1 km de extensão. Além disso, não é necessário guia para caminhar lá dentro ou fazer as trilhas.

Vale lembrar que antes de ir para a Chapada dos Veadeiros é importante se vacinar contra a febre amarela com pelo menos 10 dias de antecedência.

Veja como é a trilha dos Saltos:

Vale da Lua 

O Vale da Lua é uma das atrações mais famosas da Chapada dos Veadeiros. Sua formação rochosa é única e parece mesmo com a lua (ainda que nunca tenha ido lá)! 

Para chegar no Vale da Lua são 9 km partindo de São Jorge e 35 km saindo de Alto Paraíso. Desses, 4 km são de estrada de chão bem tranquila. Chegando lá, tem um estacionamento gratuito na frente e para entrar são R$ 30,00 por pessoa.

A trilha para o Vale da Lua é bem fácil, com apenas 600 m de caminhada (só ida), e não precisa de guia.

Imagina ter o Vale da Lua e o Morro do Buracão só para você? Aperta o play para ver como é:

Morro do Buracão

O Morro do Buracão é uma boa pedida para apreciar o pôr do sol e a vista. Para chegar nesse ponto é só colocar “Capim Estrela” no Google Maps. Como não tem onde estacionar, dá para deixar o carro no recuo da rodovia.

O caminho para subir o morro fica bem do lado da pista onde fica o Capim Estrela. Não tem placa, nem nada, mas dá para identificar porque é todo aberto.

A trilha é bem tranquila e leva uns 20 minutos de subida. Não é sinalizada, por isso você pode parar quando chegar no ponto mais alto.

Cachoeira do Cordovil e Poço das Esmeraldas

A Cachoeira do Cordovil e o Poço das Esmeraldas também não podem faltar no seu roteiro pela Chapada dos Veadeiros. Ambos ficam dentro da Fazenda Volta da Serra, a 8 km de São Jorge e 28 km de Alto Paraíso, sendo que 3 km são de estrada de chão em boas condições. 

A queda d’água da Cachoeira do Cordovil possui 44 metros. Além dela e do Poço das Esmeraldas, a fazenda possui mais duas cachoeiras que são a Cachoeira do Encontro e a Cachoeira do Rodeador. 

A trilha para chegar na queda tem 8 km (ida e volta) praticamente no plano, é bem sinalizada e não necessita de guia. O valor da visita é R$ 40,00 por pessoa.

Cachoeira Santa Bárbara

Localizada no povoado de Kalunga do Engenho II, em Cavalcante, a Cachoeira Santa Bárbara é uma das mais procuradas na Chapada. Mas chegar nela não é tão fácil.

A Cachoeira Santa Bárbara fica a 120 km de Alto Paraíso e a 27 km do centro de Cavalcante. O trajeto é feito por estrada de terra bem complicada até chegar no Centro de Atendimento ao Turista de Kalunga. Depois tem mais trechos difíceis para percorrer até a cachoeira. Por isso, a região oferece jardineiras como transporte. 

Terminado o percurso de carro, ainda é preciso fazer uma trilha fácil de mais ou menos 2 km. 

Santa Bárbara possui acesso restrito a 300 pessoas por dia, sendo que podem entrar 20 pessoas a cada hora. Além disso, é obrigatório que a visita seja feita com um guia, que pode ser contratado tanto em Kalunga do Engenho II, como em Alto Paraíso, por exemplo. 

O valor de acesso é R$ 20,00 por pessoa, mais o custo com o guia. 

Loquinhas

A Fazenda Loquinhas possui um complexo com 18 cachoeiras e poços incríveis com cor esmeralda.

O Poço do Sol e o Poço da Xamã são os mais lindos, mas a região inteira é encantadora! Vale dizer que no período de seca, alguns poços podem ficar sem água. 

Para conhecer todos eles, tem a Trilha Violeta e a Trilha Loquinhas com 4 km (ida e volta). Praticamente todo o percurso é feito sobre uma plataforma de madeira, então é muito tranquilo e bem sinalizado. 

O valor para entrar em Loquinhas é R$ 40,00 por pessoa. O complexo está localizado a 4,5 km de Alto Paraíso de Goiás, sendo que desses, 2 km são de estrada de chão em boas condições. 

Fazenda São Bento

Uma das cachoeiras mais bonitas da Chapada dos Veadeiros é a Cachoeira Almacegas 1. Ela fica na Fazenda São Bento, onde também tem a Almacegas 2 e a Cachoeira São Bento.

Dá para apreciar a Almacegas 1 pelo mirante no caminho da trilha, aproveitar a piscina natural que se forma na parte de cima ou curtir a parte de baixo também.

O percurso até a Cachoeira São Bento é de 300 m (ida) de caminhada. De São Bento até Almacegas 1 são 3.120 m de carro + 800 m (ida) de caminhada. Já de Almacegas 1 para Almacegas 2 são 1.800 m de carro + 300 m (ida) de caminhada.

O valor da entrada na fazenda é R$ 40,00 por pessoa, apenas para conhecer a Cachoeira São Bento. Já para conhecer todas as 3 cachoeiras, são R$ 70,00 por pessoa.

A Fazenda São Bento fica a 28 km de São Jorge e a 9 km de Alto Paraíso. O percurso é bem tranquilo, todo no asfalto e até mesmo nos trechos de estrada de chão entre uma cachoeira e outra são fáceis de percorrer. Além disso, o local tem uma ótima estrutura.

Roteiros fora do comum na Chapada dos Veadeiros

E se você quiser fugir do convencional, as dicas abaixo são de lugares incríveis, mas menos procurados pelos turistas. Veja só!

Cachoeira do Dragão

Considerada uma das cachoeiras mais selvagens da Chapada, a Cachoeira do Dragão, localizada em São Jorge, só abre na época de seca. Para conhecê-la é preciso contratar um guia e o valor de entrada é R$ 120,00 por pessoa.

Neste valor estão inclusos equipamentos de segurança, como capacete e colete salva vidas. Além disso, a trilha de acesso à queda d’água tem aproximadamente 12 km (ida e volta).

Cachoeiras Anjos e Arcanjos

Também pouco conhecidas pelos turistas, as Cachoeiras Anjos e Arcanjos ficam próximas do povoado de Moinho, em Alto Paraíso, e o acesso é feito pela Fazenda Solariom.

São 3 km (ida e volta) de trilha para chegar nas cachoeiras e o valor cobrado é de R$ 15,00 por pessoa.

Mirante da Janela e Cachoeira do Abismo 

A trilha do Mirante da Janela não é muito bem sinalizada, por isso vale a pena baixar o mapa offline no Wikiloc ou ir com um guia.

O Mirante da Janela é uma forçação de pedras no alto da montanha que parece uma janela e tem vista para a cachoeira do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. No período de chuva, também dá para avistar pelo caminho a Cachoeira do Abismo.

O acesso fica dentro de uma propriedade privada, custa R$ 30,00 por pessoa e é liberado até às 14h.

Macaquinhos

Macaquinhos é um complexo com 10 cachoeiras e poços pelo percurso. Como fica mais afastada de Alto Paraíso e possui difícil acesso, não é muito procurada pelos turistas.

Uma de suas atrações que mais chama atenção é o poço “Banho Pelado”, onde é permitido praticar nudismo. 

O valor para entrar em Macaquinhos é R$ 40,00 por pessoa ou R$ 75,00 para acampar no local. Vale lembrar que as condições da estrada de chão para chegar no complexo são bem ruins.

Passeio de Balão

Imagina só a vista surreal que se tem em um passeio de balão na Chapada dos Veadeiros! 

Essa é uma atração bem diferentona por lá e você pode conferir os valores e condições com o pessoal da Balonismo na Chapada.

Sertão Zen

Sertão Zen é uma atração para os amantes de trekking. A caminhada pelo cerrado proporciona vistas incríveis de Alto Paraíso e da Serra da Baleia. Possui um  nível de dificuldade intenso e deve ser feita com guia, até mesmo pelos trilheiros mais experientes.

Terra Booma

Localizado em Alto Paraíso de Goiás, Terra Booma é um lugar muito especial na Chapada. Trata-se de um espaço com iniciativa de agrofloresta, vivências e hospedagem, com voluntários de várias partes do mundo, e que proporciona uma experiência enriquecedora. 

Você pode fazer a visita de um dia (mas preciso agendar!) e aproveitar para almoçar pratos feitos com ingredientes orgânicos produzidos no local. Além disso, também tem cachoeira em Terra Booma.

Mirante do Pôr do Sol

O Mirante do Pôr do Sol é um dos pontos para apreciar esse espetáculo da natureza. Localizado no Bar do Mirante, também é um ponto de acesso à trilha do famoso Mirante da Janela e Cachoeira do Abismo.

Vale lembrar que o bar faz parte do Lambuze, local de vivência, imersão e aventura, com trailers como opção de hospedagem na Chapada dos Veadeiros.

Onde comer na Chapada dos Veadeiros?

Abaixo estão as opções de restaurantes na Chapada, provados e aprovados para você programar as suas refeições.

Restaurantes em Alto Paraíso

  • Café com Graça: possui grande variedade de bebidas e cafés especiais, além de salgados e doces, como o famoso brownie com sorvete de baunilha do cerrado;
  • Cravo e Canela: o bistrô vegano favorito do Ale e da Duda, possui diversas opções incríveis e um ambiente muito acolhedor. O prato do dia custa R$ 29,00;
  • Coisas da Drica: um lugar muito alto astral, com um menu veggie maravilhoso, com opções de refeição, burgers, doces e muitas coisas gostosas;
  • La Vitta é Bella: restaurante com chef italiano. Se quiser comer massa e pizza, essa é a melhor pedida. Inclusive eles têm opção sem glúten;
  • Terra Booma: mediante agendamento, é possível ter um almoço orgânico e delicioso com ingredientes cultivados no local;
  • Vendinha 1961: um clássico de Alto Paraíso, lugar para comer um pastel delicioso e tomar cerveja na Chapada. Além disso, eles também servem almoço e caldos;
  • Zus Bistrô: outra excelente opção de culinária italiana.

Restaurantes em São Jorge

  • Casa Da Pankeka: além de servir panquecas doces e salgadas deliciosas, preparadas com ingredientes orgânicos, o atendimento deles é impecável;
  • Japada: se der vontade de comer comida japonesa, essa é a melhor pedida, inclusive com opções vegetarianas. O sushiman trabalhou em um dos melhores restaurantes de Brasília, antes de ir para a Chapada dos Veadeiros e montar seu trailer na encantadora São Jorge;
  • Luar com Pimenta: lugar incrível com pizzas maravilhosas e com preço mais camarada também. Fica a dica para experimentar a bruschetta de banana com gorgonzola que é deliciosa;
  • Pizzaria Lua Nova: lugar com uma vibe bem aconchegante e que rola música ao vivo em alguns dias; 
  • Santo Cerrado Risoteria: com uma vibe um pouco mais requintada, mas sem perder o charme da vila. Serve o melhor risoto da região e ainda rola música ao vivo nos finais de semana.

Além dessas opções, entre São Jorge e Alto Paraíso também tem o Rancho do Waldomiro que serve comida caseira gostosa para almoçar.

Quanto custa viajar para a Chapada dos Veadeiros?

Essa conta vai depender do seu estilo de viagem: como você vai chegar lá, quantos dias vai ficar, onde irá se hospedar, se vai passear por conta ou com agência, etc.

Contudo, uma boa dica é levar dinheiro em espécie, já que vários lugares não aceitam outra forma de pagamento.

E então, o que achou desse guia da Chapada dos Veadeiros? Comente com a gente e compartilhe com a pessoa que vai te acompanhar nessa aventura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.