Post atualizado em 02/01/2017.

Você costuma contratar seguro para suas viagens de aventura? Se sim, esse post é para você. Se não, tá na hora de começar a pensar, já que a dor de cabeça em caso de algum acidente pode ser enorme para quem não tem seguro.

Essa já é a terceira versão desse post, que faço questão de manter bem atualizado, por se tratar de um tema importante (e que a gente só vai saber da importância quando precisar do seguro, ou seja, quando deu M!).

Na segunda versão do post eu tinha incluído na minha análise a World Nomads, uma empresa gringa, em comparação com as brasileiras Assist-Card, Mondial,  e Porto Seguro. A World Nomads tinha superado todas as concorrentes em vários aspectos (incluindo preço), mas especialmente no quesito cobertura, que era bem mais extensa e cristalinamente clara no que estava e no que não estava coberto. Em razão disso bati o martelo aqui que a World Nomads era a melhor opção sem ressalvas.

Ocorre que recentemente a World Nomads passou por algumas alterações que se aplicam apenas aos viajantes brasileiros. Além de passar seu site todo para português, o que é excelente, a apólice de seguros da World Nomads teve uma alteração em sua cobertura, diminuindo drasticamente as atividades cobertas.

Entrei em contato com uma pessoa da World Nomads que sempre me atendeu (e sempre foi muito atencioso e disposto a esclarecer dúvidas) em busca de informações a respeito dessas alterações. Reproduzo fielmente abaixo o que recebi da World Nomads:

“As apólices eram garantidas pela Bupa, empresa dinamarquesa que não tem presença no Brasil. Devido às leis vigentes no país e novas regulamentações que entraram em vigor recentemente, não se pode comercializar seguros a residentes brasileiros garantidos por empresas que não possuem escritório no Brasil, por questões de impostos e fiscalizações do governo. Para não deixar de atender nossos clientes no Brasil, fizemos uma nova parceria com a Zurich Seguros e criamos novos planos”.

O governo sempre nos ferrando, basicamente.

Em razão dessas alterações (devidamente esclarecidas acima), resolvi praticamente refazer esse post buscando nas opções disponíveis o melhor seguro para viagens de aventura.

Para isso, segui o mesmo modelo das versões anteriores do post, ou seja, usei como exemplo uma viagem de ski para a Argentina, por um período de 15 dias usando como informações pessoais um homem de 30 anos.

Analisei quatro empresas de seguro do mercado brasileiro (Assist-Card, Mondial, GTA e Porto Seguro), buscando especificamente no contrato as exclusões de cobertura, que muitas vezes deixam de lado esportes radicais. Como anteriormente, incluí a World Nomads para compararmos também.

Quase todas possuem exclusões com relação a um ou outro tipo de esporte, o local onde é praticado, dentre outros quesitos.

Temos inúmeros relatos de pessoas que tiveram brigas com seguradoras na hora de fazer o claim no seguro, muitas seguradoras alegando algumas exclusões para negar o pagamento do prêmio. Nesse caso, meu conselho aos viajantes de aventura que vão fazer alguma atividade é o seguinte:

Envie um e-mail à seguradora indicando quais os esportes que serão praticados em seu destino e peça que eles indiquem o plano indicado para você. Isso porque, na minha opinião, as informações prestadas pelas empresas brasileiras não são tão claras e, desse jeito, você terá a certeza de ter contratado o plano que melhor cobre sua necessidade e evite que elas usem letrinhas minúsculas no contrato para negar alguma cobertura do seu seguro!

Se você não quiser ler todo o comparativo, fique à vontade para ir até o final do post e ler o resumo das minhas conclusões e as recomendações.

Vamos ao comparativo:

Assist-Card

O meu pedido de cotação feito no site da empresa retornou 4 planos disponíveis com diferentes preços. O mais barato saía R$ 352,29 e o mais caro R$ 654,26. O que muda, basicamente, é o valor da cobertura para algumas situações, mas as atividades cobertas são as mesmas.

Fui atrás do contrato e me deparei com as seguintes cláusulas:

CLÁUSULA 4 – RISCOS EXCLUÍDOS
4.1. Estão excluídos da cobertura deste Seguro, além dos riscos conceituados anteriormente, os eventos ocorridos em consequência direta ou indireta de:
(Aí temos uma lista grande de exclusões, porém nada relacionado a esporte)
(…)
Não obstante as disposições acima estabelecidas, estarão cobertos por este seguro os sinistros em consequência da utilização de meio de transporte mais arriscado, da prestação de serviço militar, da prática de esporte, ou de atos de humanidade em auxílio de outrem.

Portanto, pela descrição acima, os danos causados pela prática de esporte estariam cobertos.

Mas eu queria saber sobre esportes de aventura! Procurei por todo o site e não encontrei nada além da seguinte resposta numa seção de perguntas e respostas:

O que acontece se tenho um acidente esquiando?
Ofereceremos todos os nossos serviços enquanto você estiver esquiando como uma atividade de treinamento e não numa competição; e se o acidente ocorreu numa pista autorizada e habilitada.

Portanto, ski fora de pista e backcountry estaria fora de cobertura.

Enviei um e-mail questionando o pessoal da Assist-Card sobre opções de aventura. Logo em seguida, um funcionário me ligou e disse com todas as letras que esportes de aventura estão cobertos, desde que não realizados de forma profissional.

Frisei com ele esportes de neve, escalada, trilha, montanhismo, bungee jump e ele disse que estão todos cobertos. Perguntei a ele sobre esqui fora de pistas regulamentadas e ele disse que também estava coberto (contrariando o que diz o site). Pedi que ele me enviasse a resposta por e-mail, mas ele desconversou e não fez.

Eu sou advogado, e aqui vai uma análise mais jurídica: De fato, se o contrato não exclui especificamente as práticas esportivas as seguradoras não poderão negar a cobertura, ou seja, podemos ter um entendimento de que o seguro da Assist-Card cobre atividades de aventura, já que ela não prevê a exclusão desses esportes na sua apólice. Contudo, o que você menos quer é ter que ir para uma batalha jurídica para receber a grana do seguro.

Um ponto que também vale mencionar é que nas versões anteriores desse post existiam exclusões bem específicas para esportes de aventura que eu identifiquei nas apólices da Assist-Card (e da Mondial também), mas essas apólices aparentemente foram alteradas e as exclusões retiradas.

Alguns dias depois recebi uma resposta por e-mail do pessoal da Assist-Card. Para ficar claro, vou colocar abaixo exatamente o meu e-mail (o CAPS LOCK foi por conta do site deles, eu não escrevo gritando assim, ok?) e exatamente a resposta deles:

BOA TARDE, GOSTARIA DE INFORMAÇÕES SOBRE A COBERTURA DOS PLANOS DE VOCÊS PARA ESPORTES RADICAIS. ANALISEI AS CONDIÇÕES GERAIS E AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NO SITE, MAS NÃO OBTIVE MUITO ESCLARECIMENTO POR LÁ. GOSTARIA DE SABER, POR EXEMPLO, SE AS SEGUINTES ATIVIDADES ESTÃO COBERTAS POR ALGUM PLANO DE VOCÊS: – ESQUI E SNOWBOARD; – ESQUI E SNOWBOARD FORA DE PISTA; – MERGULHO COM CILINDRO (TEM LIMITE DE PROFUNDIDADE?); – ESCALADA (TEM LIMITE DE ALTITUDE? ALGUMA DIFERENÇA SE A ESCALAR FOR INDOOR OU OUTDOOR?); – RAPEL (TEM LIMITE DE ALTITUDE?); – TREKKING (TEM LIMITE DE ALTITUDE?); – MONTANHISMO (TEM LIMITE DE ALTITUDE?); – SALTO COM PARAQUEDAS; – CAIAQUE; – MERGULHO EM CAVERNA; – VIAGEM DE BICICLETA; – HIKING (TEM LIMITE DE ALTITUDE?); – SURF; – KITESURF; – WINDSURF; – TRIATLO; – RAFTING. OBRIGADO, ALESSANDRO

Resposta:

Boa tarde Alessandro,

Segue link, onde a Assist Card informa que tem cobertura para esporte radicais.

Me informe o período da sua viagem que posso também te enviar uma cotação diferenciada.

Segue bilhete em anexo com condições das coberturas.

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/cartoes-de-assistencia/2016/08/assist-card-passa-a-cobrir-esportes-radicais-gratuitamente_128048.html

Assim, temos uma resposta oficial da Assist-Card indicando que eles possuem cobertura para esportes radicais, o que me parece um ponto favorável.

Você deve se perguntar, então, se eu fecharia um seguro com a Assis-Card considerando as informações acima. Minha resposta é sim, basicamente por duas questões:

  1. Não encontrei exclusões a esportes radicais e aventura quando analisei o contrato (importante: O contrato pode mudar do dia que escrevi o post ao dia que você fechar o seguro, então sempre analise antes!), logo podemos concluir, de um ponto de vista até jurídico, de que se o contrato não exclui esportes de aventura é porque tais esportes estão cobertos; e
  2. Tenho um e-mail oficial da própria Assist-card indicando que eles cobrem esportes de aventura.

De todo modo, minha recomendação persiste: Entre em contato com a seguradora antes para confirmar que sua atividade está coberta.

Se você quiser fechar o seguro com a Assist-Card, peço que use este link aqui para ajudar o blog a continuar fazendo essas análises das seguradoras: Seguro com Assist-Card.

Seguindo o link você acessará o site da Real Seguros, um comparador de seguros que fechei parceria para divulgar seguros aqui no blog e que me parece bem útil para termos ideias de preços (inclusive, o mesmo seguro que saía por R$ 352,29 no site da Assist-Card estava disponível por R$ 143,55 no site da Real. Não sei porque essa diferença, mas gostei demais!) . Indique o destino e datas, depois indique seus dados de contato e clique em COMPARAR. Procure os planos da Assist-Card e feche aquele que você preferir.

Você verá que terão alguns planos disponíveis da Assist-Card e a diferença entre eles basicamente é que uns tem coberturas mais caras para assistência médica, então a decisão é sua se você quer pagar mais caro no seguro para ter uma assistência médica de maior valor caso algo aconteça.

Mondial

Fiz a cotação no site da Mondial e duas opções me pareceram mais apropriadas: Seguro Mochileiro e Seguro Lazer / Turismo, que logo me trouxe o plano América do Sul Top e América do Sul Top Standard.

O seguro Mochileiro veio com cotação de R$462,84, o América do Sul Top Standard por R$ 180,62 e o América do Sul Top por R$ 261,81.

Fui ver o contrato e não encontrei qualquer restrição envolvendo a prática de esportes em geral. Enviei um e-mail ao pessoal da Mondial e estou aguardando a resposta. Quando responderem coloco a resposta aqui para vocês.

Entretanto, talvez o mesmo entendimento que coloquei acima referente à Assist-Card se aplica. Se não existe a exclusão de determinada atividade podemos considerar que ela está coberta. Contudo, meu conselho aqui continua se aplicando: Entre em contato por e-mail e tente obter tudo por escrito.

Porto Seguro

A Porto Seguro foi a mais simples dentre as brasileiras.

Na parte de fazer a cotação, além do destino e demais informações normais, você pode marcar a opção se sua viagem envolve esportes de aventura. BINGO!

Marquei a opção e a cotação trouxe o plano Mundo Aventura por R$ 106,72.

Nada substitui a clareza!

Fui consultar as Condições Gerais e encontrei as seguintes cláusulas (para a versão completa, clique aqui):

5.6.
Para todos os Planos disponibilizados para comercialização pela Porto Seguro estão excluídas as práticas de atividades que não sejam consideradas esportiva por associações, federações ou mesmo comitês ou executadas por associações, federações ou mesmo comitês ou executadas sem a utilização dos equipamentos de segurança, habilitação específica, devidamente certificada ou demais cuidados necessários.

5.7.
Em todos os Planos disponibilizados para comercialização pela Porto Seguro, estão excluídos Acidentes e/ou enfermidades decorrentes de quaisquer práticas de esportes de inverno, que não sejam praticados em pistas/locais regulamentados e autorizados.

Apesar do nome “Aventura” no plano, me parece que com as recentes alterações havidas nas apólices da Assist-Card e da Mondial elas seriam mais apropriadas, simplesmente por não trazerem as exclusões referentes a esportes que existiam nas versões anteriores das suas apólices e que eu tinha analisado na versão anterior deste post.

Como sempre tenho recomendado, envie um e-mail para a Porto Seguro caso você decida fechar com ela e tente obter por escrito a afirmação de que sua atividade está coberta.

GTA

A GTA é uma adição à terceira versão desse post. E incluí essa empresa aqui por encontrar um plano específico para a prática de esportes e com cobertura para busca e salvamento.

Seguindo o mesmo procedimento que fiz para pesquisar o seguro da Assist-Card no site da Real Seguros, encontrei o plano All Sports (veja bem, não é o Full Esportes). O plano All Sports me saiu pelo valor de R$ 378,16 e, como falei, possui uma cobertura específica de US$ 40 mil para gestos de buscas e salvamento, extremamente relevante para atividades de aventura.

Assim como nas demais seguradoras, fui ler o contrato e identifiquei

Nas condições gerais, aplicáveis a TODOS OS PLANOS da GTA, consta o seguinte:

4. RISCOS EXCLUÍDOS DE TODAS AS GARANTIAS

4.1. Este seguro não indenizará em nenhuma das suas garantias os eventos abaixo e suas consequências:

(…)

n) Acidentes provenientes da prática de esportes radicais e notoriamente perigosos, ainda quando praticados como passatempo, tais como alpinismo, planador, paraquedismo e planadores, esportes de combate tais como boxe e artes marciais, exploração de cavernas, bungee-jump, mergulho autônomo a mais de 30 (trinta) metros de profundidade ou que necessite de descompressão, esportes de inverno tais como esqui ou snowboard fora de pistas regulamentadas ou não autorizadas e a prática ou participação do segurado em competições esportivas em gelo ou neve. Além disso, não estão cobertas as práticas em caráter de competição automobilística, motociclística e esportes náuticos motorizados, na qualidade de condutos ou passageiro e o uso de snowmobile ou veículos similares. Não está excluída deste plano de seguro, a morte ou a incapacidade do segurado quando provier da utilização de meio de transporte mais arriscado, da prestação de serviço militar, da prática de esporte, ou de atos de humanidade em auxílio de outrem.

Contudo, você pode realizar contratar o que eles chamam de “condições especiais”, o que acaba extendendo a cobertura para os esportes de aventura, e é aí que entra o Plano All Sports.

Veja abaixo o que diz o contrato a respeito da contratação de condições especiais:

CONDIÇÃO ESPECIAL DA COBERTURA ADICIONAL DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E/OU ODONTOLÓGICAS MULTI ESPORTES

2. RISCOS COBERTOS

2.1. A presente Condição Especial, desde que contratada e pago o prêmio, tem por objetivo garantir ao segurado o pagamento da indenização por reembolso, limitado ao valor do Capital Segurado, das despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, efetuadas pelo segurado para seu tratamento sob orientação médica, ocasionado por acidente pessoal ou enfermidade súbita e aguda ocorrida durante a prática de atividades esportivas no período de viagem e uma vez constatada a sua saída de sua cidade de domicílio ou a prestação do serviço correspondente, quando previsto nas condições contratuais do plano, exceto se decorrente de riscos excluídos e observados os demais itens desta Condição Especial e das Condições Gerais do Seguro Viagem – Bilhete.

2.1.3. Estarão cobertos os acidentes decorrentes da Prática de Esportes Amadores e Profissionais, dentro do limite do capital segurado definido para esse fim e indicado no bilhete de seguro.

3. RISCOS EXCLUÍDOS

3.1. Além dos riscos excluídos no item 4 – RISCOS EXCLUÍDOS DE TODAS AS GARANTIAS das Condições Gerais, está excluído desta cobertura: a) A prática de atividade que não seja considerada esportiva por associações, federações ou mesmo comitês ou executada sem a utilização dos equipamentos de segurança, habilitação ou demais cuidados necessários, além de atividades como apostas de “rachas” ou acidentes decorrentes do uso de armas, resgates e salvamentos de qualquer espécie.

3.1.1. Ao ser contratada a cobertura de Despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas Multi Esportes, fica revogada a exclusão presente na alínea 4.1.n) das Condições Gerais deste plano de seguro.

A lógica aqui não está muito clara, mas a interpretação que tenho é que ao contratar a condição especial multi esportes (como o plano All Sports), você está coberto para esportes de aventura (aqueles que estavam originalmente excluídos na cláusula 4.1.n acima), desde que essa prática seja considerada esportiva por associações, federações ou mesmo comitês e que ela seja executada com a utilização dos equipamentos de segurança, habilitação ou demais cuidados necessários.

Resumindo, o plano All Sports da GTA cobre atividades de aventura, incluindo esqui fora de pista, e inclui gastos com buscas e salvamento.

Se você quiser fechar o seguro com a GTA, peço que use este link aqui para ajudar o blog a continuar fazendo essas análises das seguradoras: Seguro com GTA. 

Seguindo o link você acessará o site da Real Seguros, um comparador de seguros que fechei parceria para divulgar seguros aqui no blog e que me parece bem útil para termos ideias de preços. Indique o destino e datas, depois indique seus dados de contato e clique em COMPARAR.

Procure o plano All Sports da GTA, que é o plano que inclui gastos com buscas e salvamento (existem outros planos de esportes da GTA, mas só encontrei busca e salvamento no All Sports!). 

World Nomads

Por fim, e uma adição que fiz na segunda versão desse post vem a World Nomads. A World Nomads é uma empresa australiana e uma das maiores fornecedoras de seguro viagem do mundo.

Logo que conheci a World Nomads me encantei pela clareza nas informações prestadas e pela extensão da cobertura. A World Nomads sempre foi minha recomendação de seguro em razão dos itens acima.

Contudo, como falei no início desse post a World Nomads fez uma série de alterações no que diz respeito aos seguros comercializados aos viajantes brasileiros. Basicamente, devido a regulamentações brasileiras a World Nomads deixou de oferecer seu seguro que era garantido pela empresa dinamarquesa Bupa e passou a oferecer pela Zurich, empresa com escritório no Brasil. Em razão disso, as alterações foram enormes na cobertura.

Mas enfim, vamos ao comparativo.

Fiz a cotação no site da World Nomads, que continua ainda muito claro e intuitivo e, agora, em português.

O valor saiu por R$ 208 no plano Standard e R$ 232 no plano Explorer.

Fui ler a apólice e, infelizmente, o grande diferencial da World Nomads, ao que parece, se perdeu, já que muitas atividades saíram da cobertura com a mudança da Bupa para a Zurich.

8.2. Exclusões dos Serviços de Assistência:
A assistência não será responsável pelo pagamento de despesas do cliente relativos à ou consequentes de:
Acidentes e/ou enfermidades decorrentes da prática de qualquer atividade esportiva radical ou turismo de aventura, que implique direta ou indiretamente em risco a vida, saúde e integridade física do Cliente, seja tal prática amadora ou profissional, incluindo, mas não se limitando a;

Atividades na Terra:

Aggressive Inline, Alpinismo, Arvorismo, Automobilismo, Biatlo, BMX, Bungee Jump, Caça, Cachoeirismo, Canionismo, Caminhada de um dia (hiking), Caminhada de longo curso (Trekking), Carveboard, Cavalgadas, Cicloturismo, Ciclismo, Cicloturismo, Corridas, Escalada, Espeleoturismo (Horizontal e Vertical), Esportes de Combate (Todo tipo de luta), Freestyle Scooter, Montanhismo, Montain Bike, Mountain Board, Motocross, Orientação, Paintball, Parkour, Patinação, Quadriciclo, Rapel, Roller Derby, Sandboard, Slackline, Snakeboard, Skateboard, Snowboard, Snowmobile, Tirolesa, Triathlon, Tricking, Wheelie e qualquer outra atividade terrestre utilizando algum animal, veículos motorizados ou a vela.
Atividades na Água:
Acquaride, Bodyboard, Bóia-Cross, Caiaque, Canoagem, Duck, Flutuação (Snorkeling), Kitesurf, Longboarding, Mergulho, Rafting, Skimboard, Stand up paddle surfing, Wakeboard, Waveski, Windsurf e qualquer outra atividade aquática realizada com veículos movidos a remo, vela ou motor.
Atividades no Ar:
Balonismo, Corrida Aérea, Paraquedismo, Voo Livre (Asa-Delta, Parapente e similares) e qualquer outra atividade aérea realizada com veículos movidos à vela (asa) ou motorizados.
8.2.25. Esportes e/ou atividades físicas organizadas, das quais cliente participe para fins competitivos.

8.2.26. Esportes e/ou atividades físicas amadoras e não organizadas, das quais o Cliente participe apenas para fins de lazer, recreação, entretenimento ou fitness, não estão exclusas, a não ser que estejam previstas como exclusão no item anterior.

8.2.27. Acidentes e/ou enfermidades decorrentes de quaisquer práticas de esportes de inverno, que não sejam praticados em pistas/locais regulamentados e autorizados.

Assim, com total transparência digo que a World Nomads não me parece mais a melhor opção para viagens de aventura, pois existem, agora, muitas restrições a certas atividades. De todo modo, a World Nomads continuará sendo minha opção de seguro para viagens normais que não envolvam esportes de aventura.

Conclusão

Como aventureiro e advogado, este é um post que eu gosto muito de pesquisar e escrever e tento manter ele sempre atualizado.

Nessa terceira versão, mudo meu entendimento de que a World Nomads é o melhor plano para o aventureiro brasileiro. Eu considero, hoje, que o seguro da World Nomads seja um dos melhores para as viagens que não vão incluir atividades de aventura.

Assim, se você não for praticar atividades de aventura, continuo recomendando a World Nomads e pedindo que você utilize o link que eu indico para o blog ganhar uma pequena comissão. O link está aqui: Seguro com World Nomads.

Mas para viagens de aventura, meus caros leitores, me parece que as melhores opções são a Assist-Card e o plano All Sports da GTA. Lembrando que o plano All Sports, da GTA, inclui reembolso de até US$ 40 mil com gastos de busca e salvamento. Apesar de ser mais caro que o plano da Assist-Card, o plano da GTA talvez seja a melhor opção em razão da questão envolvendo busca e salvamento.

Assim, se você decidir fechar seu seguro com a GTA ou com a Assist-Card, ficarei muito feliz se você utilizar o link da Real Seguros, seguindo o procedimento abaixo:

  1. Clique no seguinte link: Seguro com GTA ou Assist-Card. 
  2. Indique o destino e as datas e clique em COMPARE.
  3. Indique os dados de contato e clique em COMPARAR.
  4. Procure algum plano da Assist-Card (qualquer plano da Assist-Card cobre esportes de aventura, segundo informações que mostrei no post) ou o plano All Sports da GTA e clique em ADQUIRIR.
  5. Preencha seus dados até a conclusão do seguro.

Espero que o post tenha ajudado você a encontrar a melhor opção de seguro para sua viagem de aventura e, caso você tenha mais informações que possam ser úteis, comenta aqui embaixo e vamos usar o poder da internet para ajudar todos os aventureiros e viajantes.

60 COMENTÁRIOS

  1. Muito informativo! Eu já havia feito uma cotação com a Porto Seguro mas continuo com uma dúvida: vou viajar de moto pela Argentina e Chile daqui a um mês. Será que a seguradora vai se recusar a me prestar assistência em caso de, por exemplo, acidente de trânsito, pelo fato de minha viagem ser feita em motocicleta? Não consigo achar uma cláusila neste sentido.

  2. O melhor na tua opinião foi o Porto Seguro, mas no fim foi o único que tu não colocaste o link para o site deles.. hehehehehe (Aliás, ótima postagem!)

  3. Bom post. Mas porque preferir os seguros nacionais? Quando viajo para paraquedismo uso o Plano Explorer da World Nomads. O preço é bom, as coberturas são muito maiores e abrangentes, é especializado em esportes radicais e apenas não cobre atividades em seu país de origem. Vale conferir: http://www.worldnomads.com

  4. Ola!
    Muito bom seu post sobre possiveis acidentes.
    Logicamente, a gente nunca espera…mas…pode ocorrer.
    Contratei a AssistCard para o periodo de 3 meses, para toda minha familia, pois fomos passar as ferias em Nova York.
    Antes de completar um mes por la, minha filha de 12 anos, caiu na pista (oficial) de patinacao do gelo no Central Park.
    Fomos imediatamente atendidos pela equipe de socorristas da pista, que, ante a gravidade, chamou a ambulancia, que nos levou a um hospital proximo.
    Do proprio rink, entrei em contato com a AssistCard que me deu as intsrucoes de como proceder.
    Ela deslocou a patela, foi imobilizada (por 3 meses) e dependia de uma ressonancia para averiguar a necessidade de cirurgia. Porem, a AssistCard estava com dificuldades em marcar o MRI do follow up, mas ficaram em constante contato telefonico comigo. Foram mais de 29 ligacoes.
    Fui orientada, ante a gravidade, a voltar antes e que, inclusive, o plano previa o reembolso para 2 passageiros. Assim procedi.
    Apos uns 15 dias no Brasil, recebi uma fatura do hospital de quase 4 mil dolares. Ao enviar para a AssistCard, pasme…eles disseram que nao haveria reembolso pois se tratava de patinacao artistica no gelo (???).
    O unico proposito era diversao, nao fazer apresentacao ou treinamento. Alem disso, o local eh regulamentado.
    Para testar, entrei no chat da Seguradora perguntando se o plano tal (que era o que eu tinha) coriria um possivel acidente patinando no gelo, por exemplo, no Central Park. A atendente respondeu prontamente que “sim, pois eh um local sabidamente regulamentado”. Obviamente tirei um print da pagina e servirah como prova da ma fe da Seguradora.
    Mesmo argumentando toda a situacao em meu longo email, onde documentei todas as ligacoes feitas e recebidas, com quem falei, etc…eles foram irredutiveis ao nao pagamento.
    Ou seja, alem do incomodo da queda e todo o stress, vou ter que entrar com uma acao de obrigcao e fazer (pagar a divida, eis que contratada e na excepcionada), pagar o reembolso da volta antecipada e danos morais.
    Viajo bastante, jah tive problemas no exterior, usei o seguro e nunca tive problemas. Porem, nunca tinha contratado essa Seguradora.
    Fica o alerta de que nem tudo que esta garantido no contrato, eles cumprem de imediato. Somente atraves de acao judicial.
    Outra curiosidade eh que quando eu estava fora, fui prontamente atendida, inclusive marcaram um follow up para minha filha, com exames, etc. Porem, misteriosamente, chegando aqui deixei de ser atendida…
    Lamentavel!

  5. O post foi bem instrutivo, no entanto, mandei um questionamento para a Porto Seguro sobre viagem de escalada. A resposta que tive foi a seguinte: “Esse seguro terá validade, quando vocês forem escalar em local devidamente regularizado para a pratica de esporte e terá que tem um guia devidamente regularizado. ”

    Portanto, a Porto só cobre escalada indoor ou em campo escola. Não é uma opção para viagens de escalada.

  6. Oi Alessandro, meu filho de 20 anos vai para EUA praticar snowboard,.Pelo que eu li no seu blog, você acha que a melhor recomendação é a da empresa worldnomads. Eu fico um pouco apreensiva com a questão de ser uma empresa estrangeira. Você conhece casos de pessoas que precisaram acionar o seguro? Como foi a assistência? Um abraço

    • Oi Cristina! eu, honestamente, fico mais tranquilo em ser uma empresa estrangeira. A reputação da World Nomads é muito boa e tem muitas facilidades. Já li relatos de pessoas que entraram em contato em português por telefone e conseguiram falar com uma atendente. Além disso, é possível fazer contato pelo Facebook, twitter, e-mail, etc. O site deles tem muita explicação (e explicação fácil de entender, o que é diferente das empresas no Brasil) sobre como agir em caso de emergência. Se o seu filho fala inglês, ele não terá muita dificuldade em se achar numa hora de emergência. Esse link aqui http://www.worldnomads.com/travel-insurance/24hr-emergency-assistance traz as informações de como agir em caso de emergência! Muitas pessoas que conheço, especialmente outros blogueiros de viagem utilizam a World Nomads. Se tiver mais alguma dúvida que eu puder ajudar é só avisar!

  7. Parabéns pelo post Alessandro. Tenho ainda algumas dúvidas. Não sou um desportista profissional, porém, em férias gosto de experimentar quase tudo o que o local escolhido para paasear tem a oferecer. Assim, balão na Capadócia; vulcanismo no Havaí; arvorismo na Costa Rica; jipe nas Dunas brasileiras; mergulho em caverna; safari (foto) na Namíbia; etc. Vc entendeu. Depois que li seu post descobri que para nenhuma dessas eu estava, em tese, coberto!! Como não há a descrição (casi) de algum brasileiro que tenha precisado, de fato, e obtido assistência da World Nomads, fico um pouco receoso, pois, em caso de disputa com a empresa, os segurados brasileiros saem em óbvia desvantagem, uma vez que terão que litigar, provavelmente, numa corte estrangeira (com todos os altos custos envolvidos nisto). Pretendo passar um mês no México, fazendo (como lazer apenas, nada profissionalmente) trekking, mergulho, salto, skate surfing e outros esportes aquáticos e, AGORA, estou muito, digamos, inseguro. Entre as nacionais, aparentemente (porque na hora H, tudo fica mais difícil) a Porto é melhor. Acho que se conseguisse um relato de acionamento (bem sucedido) da World Nomads para um caso envolvendo brasileiros, ficaríamos bem mais confiantes. Se qq modo, a pesquisa já ficou muito boa. Abraços.

    • Gustavo, pensei se realmente deveria aprovar seu comentário aqui, mas prefiro responder do que me calar. E a única razão para eu não aprovar seria sua falta de respeito em dizer que eu estou sendo irresponsável. Você poderia facilmente dizer que você encontrou relatos negativos a respeito do World Nomads e eu faria questão de dar destaque, porque a essência de um blog de viagens é realmente passar relatos de experiências reais e práticas sobre o destino ou assunto. A World Nomads é uma das maiores empresas do ramo e tudo o que eu escrevi no post acima está de acordo com a realidade que eu presenciei: As coberturas da World Nomads são mais amplas e claras para quem pratica esportes de aventura. Em momento algum eu reportei que precise usar o seguro (pois isso seria uma mentira, já que nunca tive que usar), o que eu escrevi é que a World Nomads, na minha humilde opinião, é o mais apropriado para quem pratica esportes de aventura.

      Me diga você, então, qual seguro eu devo utilizar se for fazer uma semana de ski fora de pista no Alaska, longe de estações de ski e pistas regulamentadas? Eu não fui nada irresponsável, eu indiquei o seguro que me deu mais segurança na cobertura dos esportes e tipo de viagem que eu pratico, que são esportes de aventura, a real essência desse blog.

      Sobre o relato negativo que você postou, eu posso postar outros 50 positivos, inclusive de blogueiros de viagem respeitados que usam e recomendam a World Nomads.

      Você deve ser mais cuidadoso, jovem, em como você se dirige aos outros na internet. Sei que ao escrever aqui e ao ter 10.000 pessoas por mês lendo meus artigos estou sujeito a críticas, e sempre vou aceitar e até complementar o post caso algo esteja faltando. Também sei que existem milhões de pessoas como você por aí, lendo e comentando posts de forma desconstrutiva em inúmeros blogs. O que eu não admito, contudo, é falta de respeito.

      Não se dê ao trabalho de responder, não aprovarei mais seus comentários.

  8. Olá, farei um trekking de 8 dias pro monte roraima e pelo q vc falou a world nomads só cobre trekking até 6000m. É muito pouco. Meu trekking vai dar uns 100kms no total. Conhece alguma empresa de seguro de viagem de aventura q cubra um trekking maior?

  9. Alessandro, vi que o Visa Platinum e Infinite tem seguro pela AIG e não cita nenhuma restrição quanto a esporte como snowboard. Li o contrato todo e nada. Sabe de algo a respeito deste seguro?

    • Hagara, honestamente não conheço, mas recomendo você escrever um email a eles questionando se a atividade que você ira praticar está coberta, assim você tem a garantia por escrita deles. No caso de ski e snowboard, veja se a cobertura se estende para áreas não regulamentadas, pois fora de pista normalmente está fora da cobertura. Abs!

  10. Alessandro, acabei de fazer pela sua indicação. estou indo esquiar em Ushuaia . Pretendo nao precisar, mas se precisar depois te dou um feed back.
    ABS

    • Legal, Alexandre! Seguro é necessário, não tem jeito, especialmente se você vai esquiar ou fazer alguma outra atividade de risco. O prejuízo que você pode ter em caso de acidente é muito considerável! Depois quero um feedback sobre o Cerro Castor, nunca fui esquiar lá! Escreve aqui ou manda um e-mail! abs!

  11. Caramba! Vou agora para a Índia e o Nepal e estava em busca de informações sobre seguros de viagem que incluíssem esportes de aventura, e eis que me deparo com esse seu post! “Conheci ela recentemente e usei na minha viagem para a Índia e para o Nepal no início de 2015”. Perfeito! = )

  12. Olá Alessandro, muito esclarecedor seu post. Me ajudou demais na escolha do seguro. Irei passar 1 semana agora esquiando em Bariloche e estava na dúvida de qual seguro contratar. li todo o manual da World Nomads antes da contratação e eles são bem claros, inclusive o manual é em Português. Li uma crítica aqui no comentário e ficou bastante chateada, porque em momento algum você foi irresponsável ou disse que essa era a melhor e pronto. Mostrou os detalhes e manifestou SUA opinião. Simples assim. Cada um que busca informações tem que ver se aquilo que o outro fala é bom pra você. Acho que é pra isso que serve a internet , para pesquisar e ver o que se adequa a você. Enfim para criticar tem um monte né? Mas fico muito feliz de você ter feito esse post e estar ajudando tanta gente como eu. Ah só para atualizar os valores, paguei R$224,00 para 2 pessoas na faixa de 35 anos. Foi a melhor cortação que encontrei disparado. Fiz a contratação através do seu link e espero muito não precisar usar rs. Caso eu use venho te dar meu feedback. Mais uma vez muito obrigada.

    • Shirlei, que bom que você gostou! A WN passou a ter o manual em Português recentemente, o que é ótimo para os viajantes brasileiros! Criticas fazem parte de quem expõe a opinião, mas elas são sempre bem vindas, desde que com respeito. No caso do post, independentemente de preço ou qualquer outra coisa, a cobertura da WN é o grande diferencial para mim e para os tipos de viagem que faço, pois simplesmente não encontro nas seguradoras brasileiras a cobertura para os esportes que quero praticar nas minhas viagens! Tomara que você não precise usar mesmo! E boa viagem, aproveite o Cerro Catedral! bjs

  13. Sempre contratei o WN, mas pelo que vi no aplicativo o seguro mudou recentemente para os brasileiros, piorando muito a cobertura do explorer. Aí ficou muito parecido com os demais nacionais. 🙁
    Conheces outro seguro?

  14. Caro Alessandro, agradeço o post informativo!

    Mas só para constar, a lista de atividades que a World Nomads cobre para residentes no Brasil agora é essa: http://worldnomads.com.br/esportes-e-atividades-de-aventura

    Infelizmente é mais restrita, acredito que ainda serve ao propósito de seu post de esquiar em Bariloche… mas não para o meu caso, já que eles excluíram qualquer forma de ciclismo e alguns tipos de mergulho… vou ter que ficar com outra opção e as outras são mais caras e com menor cobertura que a World… 🙁

  15. Caro Alessandro,

    Me parece que a atual versão do WorldNomads brasileira está cheida de pegadinhas.

    Diversas atividades listadas como cobertas no link postado pelo Roberto constam como excluídas no Manual do Segurado (https://www.worldnomads.com/Document/OpenInsuranceRegulatoryWording?RegulatoryWordingTypeId=1&PlanId=22&ContentTypeId=3):

    8.2. Exclusões dos Serviços de Assistência:
    A assistência NÃO será responsável pelo pagamento de despesas do cliente relativos à ou consequentes de:
    8.2.24. Acidentes e/ou enfermidades decorrentes da prática de qualquer atividade esportiva radical ou turismo de aventura, que implique direta ou indiretamente em risco a vida, saúde e integridade física do Cliente, seja tal prática amadora ou profissional, incluindo, mas não se limitando a:
    Atividades na Terra: Aggressive Inline, Alpinismo, Arvorismo, Automobilismo, Biatlo, BMX, Bungee Jump, Caça, Cachoeirismo, Canionismo, Caminhada de um dia (hiking), Caminhada de longo curso (Trekking), Carveboard, Cavalgadas, Cicloturismo, Ciclismo, Cicloturismo, Corridas, Escalada, Espeleoturismo (Horizontal e Vertical), Esportes de Combate (Todo tipo de luta), Freestyle Scooter, Montanhismo, Montain Bike, Mountain Board, Motocross, Orientação, Paintball, Parkour, Patinação, Quadriciclo, Rapel, Roller Derby, Sandboard, Slackline, Snakeboard, Skateboard, Snowboard, Snowmobile, Tirolesa, Triathlon, Tricking, Wheelie e qualquer outra atividade terrestre utilizando algum animal, veículos motorizados ou a vela.
    Atividades na Água: Acquaride, Bodyboard, Bóia-Cross, Caiaque, Canoagem, Duck, Flutuação (Snorkeling), Kitesurf, Longboarding, Mergulho, Rafting, Skimboard, Stand up paddle surfing, Wakeboard, Waveski, Windsurf e qualquer outra atividade aquática realizada com veículos movidos a remo, vela ou motor.
    Atividades no Ar: Balonismo, Corrida Aérea, Paraquedismo, Voo Livre (Asa-Delta, Parapente e similares)
    e qualquer outra atividade aérea realizada com veículos movidos à vela (asa) ou motorizados.

      • Pois é, acabei de achar a mesma coisa!
        A lista de esportes cobertos é grande, mas quando eles se tornam “de aventura”, a coisa muda dentro do manual.
        Vou fazer uma viagem para jogar roller derby, que é um esporte de patinação de alto contato. Vi na lista que patinação estava coberta. Estava quase fechando a compra quando fui ler o manual e achei dentre as atividades radicais não cobertas exatamente roller derby (que nem é algo muito conhecido, mas que eles tiveram o cuidado de enumerar).
        Agora não sei o que fazer, não encontro um seguro que me atenda…

  16. Francisco, na lista que vc disponibilizou, tem snowboard como tendo cobertura, e nesse item dessa última msg ai em cima, item 8.2.24, diz expressamente o contrário, o que me deixa a dúvida também em relação a esqui… liguei para o telefone 08007616161 e não souberam dar informação… Assim fica difícil contratar o seguro, para a família…

  17. Parabéns pelo post!! Não achei nada mais completo na internet! Já virou referência para quem procura um seguro com coberturas para aventuras!!
    Divulgando em 3, 2, 1…
    Abraço
    Antonio

  18. Oi Alessandro! Muito bom o seu post, obrigado. Também sou advogado e todo ano vou para neve ou surfar, então me preocupo bastante com essa história do seguro.
    Vou viajar logo mais e andei xeretando…parece que a GTA acabou de incluir um plano “Full Sport Extreme”, que agora inclui fora de pistas também. É praticamente o dobro do preço do All Sports, mas se for para uma viagem mais extrema, com bastante fora de pista, acho que vale à pena.
    Abs

DEIXAR UMA RESPOSTA

Coloque seu comentário
Coloque seu nome