Já estive no Chile 4 vezes para esquiar (1995, 1998, 2012 e 2013) e, até 2013, nunca tinha ido à La Parva.

La Parva fica há aproximadamente 56 km de Santiago, no mesmo caminho onde estão Valle Nevado, El Colorado e Farellones. Em todas as minhas outras passadas pelo Chile sempre fui ao Valle Nevado e a El Colorado (em 1998 também fui à Portillo), mas nunca à La Parva. Uma pena, pois depois de conhecê-la em 2013, afirmo sem dó que é meu lugar preferido para esquiar dentre todos os resorts que conheci no Chile. Mas por que?

Leia também:
Qual a roupa recomendada para a neve?
5 razões para você ir ao Chile esquiar.

La Parva

Por que La Parva?

Valle Nevado é certamente o resort mais badalado dos 4 que ficam próximos a Santiago. El Colorado vem logo atrás.

Isso significa preços mais caros e, principalmente, muitos turistas.

La Parva, por outro lado, me parece ser o resort preferido dos Chilenos, já que não é o alvo predileto dos milhares de turistas que sobem as montanhas. E isso pode ser visto claramente pelo nível dos esquiadores/snowboarders.

Mas o principal benefício nisso tudo é certamente o menor tempo na fila dos lifts e um clima mais tranquilo se comparado com os resorts vizinhos. Fugir da multidão é algo que conta muitos pontos pra mim, e é certamente um dos fatores que mais me encantaram em La Parva. Mas não é só isso.

Hospedagem

A estrutura de La Parva, também, não deixa a desejar. No entanto, ao contrário do Valle Nevado, que possui seus hotéis e condomínios próprios, La Parva possui somente apartamentos para aluguel.

A oferta deste tipo de hospedagem, contudo, é farta. Existem inúmeros condomínios e apartamentos para aluguel, desde opções ski in and out até opções mais simples (não tão mais simples!). Segundo o site do resort, são mais de 7 mil leitos para aluguel.

Os preços de hospedagem, contudo, não são tão atrativos quanto Farellones, que certamente é a opção mais barata do vale. Se você está com um budget apertado, ficar em La Parva talvez não seja a melhor opção. Contudo, como a distância até Farellones é relativamente curta (aproximadamente 4,5 km), esse fator certamente não é um grande problema, considerando que transporte entre La Parva e Farellones pode ser facilmente arranjado em Farellones.

Para maiores informações sobre hospedagem em La Parva, clique aqui.c

Pistas

Estávamos hospedados em Farellones (no hostel Chilextremo), e num belo dia decidimos conhecer La Parva. No fim do dia, saímos de lá tão extasiados com a qualidade e variedade das pistas que não tivemos dúvidas em voltar no dia seguinte.

São aproximadamente 30 pistas, servidas por 16 lifts.

Apesar de possuir algumas pistas para iniciantes, são os intermediários e avançados que parecem ter mais diversão por lá, especialmente pelas imensas oportunidades de fora de pista para todos os níveis e a grande quantidade de pistas vermelhas. Se o que você procura é fora de pista, não deixe de conferir o Valle de Fabres, uma área destacada exclusivamente para o freeskiing. Aos mais aventurados, existem inúmeras opções de fora de pista acessíveis por trilhas. O resort também conta com um snowpark, que infelizmente não tive a chance de conhecer.

Um ponto que de certa forma pode ser considerado negativo é a existência de algumas partes planas, normalmente na transição de algumas pistas. Algumas dessas partes são relativamente longas e não é raro ver pessoas que ficam pelo caminho e tem que remar para chegar até a próxima descida. Outro ponto a ser mencionado, já que muitos não gostam desse modo de transporte, é que a maioria dos lifts são do estilo T-Bar.

 

Se você estiver precisando de seguro viagem, sugiro que deem uma lida no post que fiz sobre o melhor seguro de viagem de aventura. Lá, fiz uma análise de coberturas e exclusões para atividades de ski e snowboard.

37 thoughts on “La Parva: Tudo o que você precisa saber sobre um dos melhores lugares para esquiar no Chile

    • Alessandro De Franceschi says:

      Valeu, Bruna! É bem o fim da temporada, mais difícil ter neve, mas se não me engano nos últimos anos esteve aberto sim, mas a qualidade da neve já não será a melhor, certamente. Contudo, você pode dar sorte e ter uma nevasca nessa época (o que não é impossível, apesar de ser mais difícil). Enfim, só chegando mais perto e acompanhar a previsão do tempo.

  1. Rúbia says:

    Oi Alessandro… Bacana teu blog. Você poderia me falar mais sobre o T-Bar? Estou planejando ficar uma semana em La Parva, mas não conheço esse método de transporte. Normalmente a maioria das pessoas se adapta bem a eles? Meu receio é de enfrentar longas filas por conta dos encalhados… E inclusive eu poderei ser um deles né? Rsrsrs Obrigada por dividir informações tão úteis.

    • Alessandro De Franceschi says:

      Oi Rúbia, obrigado! O T-Bar é aquele bastão que fica passando e você tem que pegar e encaixar no meio das pernas para ser puxado para cima. Os iniciantes, principalmente de snowboard, tem mais dificuldades, mas logo você pega. Não tem perigo de enfrentar filas se pessoas caírem, porque quem cai sai para o lado e o restante continua passando. O problema é que se você cai no meio do caminho terá que descer e subir de novo. Se você colocar no Youtube certamente terá vídeos da galera subindo Abraço!

  2. Rubia says:

    Oi Alessandro. Como o site de La Parva é bem pobrinho, vou perguntar a você. Meus cunhados decidiram ir conosco e eles nunca esquiaram. Você percebeu se tinha aquelas esteiras na parte dos iniciantes? Já fui em estação que não tinha…

    Obrigadão!! Grande abraço…

    • Alessandro De Franceschi says:

      Puxa, Rubia. Vou te confessar que não vi essa esteira por lá, e se tivesse que chutar eu diria que não tem. Vi que uma esteira foi instalada há pouquíssimos anos no Valle Nevado, e eles anunciaram como algo super diferenciado, o que me faz acreditar mais ainda que não tem em La Parva ainda. Desculpa não poder te ajudar muito!

      • Thiago says:

        Olá estou em La parva, a tal esteira tem apenas na zona para iniciantes e o local é excelente para quem vai com familia, o para aprender pois achei a atenção dada aos iniciantes muito bacana.

  3. fabio callado says:

    Olá, muito bom seu blog, estou indo no começo de setembro e espero ter neve!.
    Você sabe me dizer o preço do ticket para o dia em la parva?
    Sabe dizer se todas as pistas a subida é por meio de T-bar em la parva, na última vez que fui não consegui subir naquilo de snow.?

    • Alessandro De Franceschi says:

      Fala Fábio, que bom que você gostou. Começo de setembro você provavelmente encontrará neve, mas provavelmente algumas pistas já estarão fechadas. Ainda assim dá para se divertir bastante. Dá uma olhada no site de La Parva, acho que eles já devem ter divulgado o preço da temporada 2015. Sobre os lifts, nem todos são T-Bar, mas tem bastante deles por lá. De todo modo, você até consegue evitá-los se quiser e ainda pegar algumas pistas legais.

  4. Ileuza says:

    Olá Alessandro de Franceschi,
    Gostei muitíssimo do seu blog e segui sua dica no seu post “Se você estiver precisando de seguro viagem, sugiro que deem uma lida no post que fiz sobre o melhor seguro de viagem de aventura.”. Só não segui sua sugestão para o Chille porque já havia comprado passagens e reserva para o Cerro Catedral – Bariloche – Argentina.
    Entre Farellone, La Parva, El Colorado e Valle Nevado existem conexão entre as pistas ou teleféricos? Os passes são livres? Se sim para as pistas, são classificadas em: verdes, azuis ou vermelhas?
    Ficamos apaixonados em esquiar, tanto que em 2016 pretendemos voltar e gostaríamos de sua sugestão entre Chile (Farellone ou La Parva ou El Colorado ou Valle Nevado) ou Cerro Catedral – Bariloche – Argentina custo e benefício qual sai mais em conta.

    • Alessandro De Franceschi says:

      Oi Ileuza, que bom que você gostou do blog e de esquiar! Existe conexão entre as 4 estações sim, mas os passes não são livres. Existe um passe específico para que você possa acessar todas as estações. Honestamente, acho que não compensa, pois ele é mais caro que o normal e você dificilmente explorará todas as estações em um dia. Acho que o melhor é você escolher uma estação e explorá-la durante aquele determinado dia e, no dia seguinte, você vai e conhece a outra. Farellones é uma estação muito simples e modesta, ela serve mais para brincadeiras e para os muito iniciantes. Com relação às demais, todas possuem pistas de todos os níveis, mas minha preferida é La Parva. O Valle Nevado talvez tenha a melhor estrutura e a maior área esquiável, mas é também a mais procurada pelos turistas, portanto mais cara e mais cheia, principalmente aos finais de semana.Sobre a comparação com Cerro Catedral, eu sou muito mais as estações chilenas. Isso porque, ainda que Catedral seja mais barato, a estrutura é precária e a altitude é menor (geralmente tem menor incidência de neve em razão disso). Chegar em Bariloche também é um pouco mais difícil, pois não temos voos diretos do Brasil. Eu estive em Bariloche ano passado e dos 8 dias que pretendia esquiar por lá, acho que foi possível subir a montanha em apenas 3 em razão dos ventos que fecharam a montanha. Existem outras estações na Argentina que me atraem mais, como Chapelco.Resumindo, eu acho o Chile melhor, pois você tem voos diretos para Santiago e nas proximidades de Santiago você tem 4 estações boas, mas se você procura algo mais barato (ainda que a diferença não seja grande), talvez a Argentina seja uma melhor opção, mas eu tentaria não ficar apenas em Bariloche, indo também para Chapelco. Abs!

  5. Ileuza says:

    Olá Alessandro,
    Nossa….. Fiquei muito feliz pela sua mega resposta. Foi muito esclarecedora e com certeza vou continuar seguindo suas sugestões.
    Grata pela gentileza e muito sucesso para você.

  6. Mnorberto says:

    Olá.
    Gostaria de saber qual melhor opção de sky a usar.
    Tenho 1:88 e peso 64kg.
    Esquiei usando o padrão da altura e tal…
    Mais achei meio preso ,por ser patinador de freestyle. A dúvida se eu usar uma prancha de sky menor iria me facilitar nas manobras?
    Fico no aguardo deixando um forte abraço
    MNorberto

  7. Marcia says:

    Olá, Alessandro.

    Bacana seu blog, eu também gosto muito de escrever, achei interessante sua forma de escrever, bem prática e esclarecedora. Gostei do post sobre o snowland, irei em fevereiro. As dicas são super valiosas.
    Sucesso!

  8. Frederico Montenegro says:

    Alessandro,

    Vi que em Farellones tem um T-bar que leva a La Parva (ou El Colorado, não sei exatamente). Você usou ou oi de carro até La Parva?

    • Alessandro De Franceschi says:

      Frederico, o T Bar liga a El Colorado. Eu não cheguei a usar, na verdade Farellones é muito pequena e vc dificilmente vai esquiar por lá. Eu esquiei um dia lá apenas quando as outras tinham fechado em razão do tempo e Farellones permaneceu aberta. Normalmente ia de carro a El Colorado, La Parva ou Valle. Abs!

  9. Alexandri says:

    Alessandro, parabéns pelo blog! Muito esclarecedor. Estou indo passar uma semana em Santiago (01 a 09/09/2016) e subir para esquiar por uns 2 ou 3 dias, com um amigo que nunca esquiou. Eu esquiei em Big Bear (California) há uns 18 anos, chegando a um nível intermediário. Pelo que li no seu blog, estou considerando La Parva como a melhor opção (custo/benefício), comparando com El Colorado e Valle Nevado, levando em consideração que meu amigo é iniciante e eu já tenho alguma experiência, apesar de não esquiar há um bom tempo. Gostaria de saber se há boa oferta de restaurantes em La Parva e/ou se é fácil e barata a locomoção (taxi, ônibus, van etc.) para Valle Nevado ou El Colorado, caso queira conhecê-los ou ir comer à noite. Ou seria mais vantajoso ficar hospedado em Santiago mesmo e fazer bate-e-volta 2 ou 3 dias? Agradeço muito se puder responder. Abs! (PS: não temos nenhum equipamento.)

    • Alessandro De Franceschi says:

      Obrigado, Alexandri.
      Já fazem 2 anos que passei por La Parva, e a oferta de restaurantes era bem tímida, a exemplo das demais. Digo isso durante o dia, onde você encontra basicamente os restaurantes que fazem parte da estação e talvez uma ou duas opções além delas. Em Farellones você encontrará algumas outras opções de restaurantes, alguns relativamente bons e não muito caros. Com relação à noite, você encontrará esses restaurantes que falei em Farellones e os do Valle Nevado, mas para se deslocar para o Valle talvez você precise agendar algum transporte com o hotel/hostel que você vai ficar (infelizmente não sei o valor, mas tão logo você faça uma reserva em hotel/hostel você pode questioná-los, pois esses transportes são frequentes, pelo menos durante o dia). Sobre fazer bate e volta, isso depende da grana. É uma opção certamente mais barata, eis que a hospedagem lá em cima costuma ser mais cara, mas eu honestamente fico incomodado demais em fazer isso, pq se perde muito tempo no deslocamento (tempo que você poderia estar esquiando) e no fim do dia você tá cansadão, quer sentar e tomar uma cerveja ou um vinho, mas tem que se enfiar numa van por 1 hora montanha abaixo. Assim, já que você vai ficar 2 ou 3 dias, veja se consegue ficar hospedado lá em cima. Tem alguns hostels legais e não muito caros em Farellones e algumas opções de apartamento para alugar no Airbnb em Farellones, La Parva e El Colorado (deve ter até no Valle). Eu já fiz bate e volta uma vez, mas hoje em dia não faria mais.
      Com relação aos equipamentos, eu normalmente alugo em lojas que ficam próximas ou dentro das estações (não acho vantajoso ter meu próprio equipamento), pois qualquer problema você pode voltar lá e arrumar.
      Abraço!

  10. Mário Max says:

    Olá Alessandro. Parabéns pela iniciativa. Estive ano passado em Farellones e adorei o passeio tanto que voltarei em agosto/17, vou seguir sua orientação e conhecer La Parva (só esquiei no Valle). Andei pesquisando e os aptos são para 4 ou 6 pessoas. Irei eu e minha esposa, caso alguem esteja interessado em compartilhar um apto. será legal. Vou para santiago dia 06/08 e volto dia 12/08. Ficarei de 07 a 10 na montanha. Abçs

    • Alessandro De Franceschi says:

      Que legal, Mário! O bom da região de Santiago é que você tem o Valle Nevado, El Colorado/Farellones e La Parva muito próximos, então você pode esquiar um dia em uma e outro dia em outra numa boa. Espero que dê tudo certo com sua viagem e qualquer dúvida escreve aí. Abração!

  11. Mariana Villares says:

    Oi Alessandro!
    Muito legal o seu blog! Parabéns!
    Me tira uma dúvida: Como é o transporte entre La Parva, El Colorado e Valle Nevado?
    Já fui pra Valle e penso exatamente como você, tudo muito cheio e muito turístico, além disso, lá eles só fecham a week (sexta a sexta) ou a mini week (sexta a terça) e eu queria ficar de terça a sábado, então pensei em ir pra Santiago, alugar um carro, me hospedar em La Parva ou Farellones e ir cada dia para a estação “que me der na telha” de carro, o que vc acha? As estradas são boas? É melhor ir de van?
    Abraços,

    • Alessandro De Franceschi says:

      Oi Mariana, as estradas são tranquilas, mas é bom você estar preparada para neve, com correntes nos pneus. Você pode alugar correntes na própria locadora ou na subida da montanha. Geralmente as máquinas limpam em caso de nevasca, mas sempre fica uma camada de gelo. Eu já dirigi por lá e foi tranquilo, mas teve um ano em que eu acabei não conseguindo tirar o carro do lugar de tanta neve. Existem vans que fazem o trajeto também e muita gente pega carona. Enfim, é tudo próximo e você consegue se locomover de boa.

  12. André Luiz Papaléo says:

    Oi Alessandro, ótimo blog!
    Gostaria de sanar uma dúvida contigo. Minha experiência com esqui se limita à pista de farellones. Estou indo para Santiago em julho e gostaria de praticar um pouco mais. Você acha que consigo aproveitar La Parva mesmo estando num nível bem básico ainda?

  13. Alessandra says:

    Olá Alessandro, muito bom o seu blog. Bem esclarecedor! Estarei em Santiago na 1 semana de setembro e gostaria de levar minhas crianças para a neve. Voce recomendaria qual lugar para ficarmos (melhor custo x benefício), já que estarei com 3 criancas? Agradeço se puder responder.

    • Alessandro De Franceschi says:

      Que bom que gostou, Alessandra. Se você pensa em ir para a neve um dia só (já que seu tempo é curto), eu faria um bate – volta até o Valle Nevado. Se for ficar mais de um dia na montanha, Farellones e La Parva possuem algumas hospedagens mais em conta.

  14. Pingback: Indo ao Chile esquiar? Saiba porque você deve visitar La Parva nesta temporada

  15. Rafael says:

    Animal o seu blog Alessandro, parabéns! Vou ficar num hotel em Farellones por 4 noites. Esquiei 2x na vida e há muito tempo atrás, tava querendo pegar aula particular com um professor para poder melhorar mais rápido. O que você recomenda? O hotel tem transfer para El Colorado e La Parva. Tem infra lá pra alugar equipamento/agendar aula particular tranquilo? Vale a pena tentar ir esquiar em Valle Nevado um dia?

    Valeu pela ajuda!

    • Alessandro De Franceschi says:

      Fala Rafael! Pega um dia de aula, se for particular é certamente melhor. Você vai pegar os movimento é na prática mesmo, então basta algumas horas de aula para o cara passar algumas dicas básicas e depois se atira você mesmo, respeitando o seu limite. Eu, particularmente, não gosto MUITO de El Colorado, acho as pistas meio iguais. Sou muito mais La Parva e o Valle. Certamente vale ir ao Valle ao menos um dia, é uma estação bem legal, e todas essas (Valle, La Parva e El Colorado) possuem facilidades de aula e aluguel de equipo. Abs!

  16. Pedro says:

    Parabéns pelo seu espaço.
    Irei com minha esposa para Santiago no final de agosto, eu ja esquiei a muuuito tempo atrás, e ela nunca. Pensei em irmos 1 dia para Farellones ou La Parva, para ela ter aulas e eu desenferrujar, e em outro dia Valle Nevado. Farellones é mais perto e mais barato do que La Parva, mas li muito que o ski em Farellones não serve nem para um iniciante de tão simplório. Lá é tão ruim assim para um iniciante praticar pós aula? Melhor ir para La Parva? Estou impressionado como La Parva é pouco citado, vc é um dos únicos. Pq lá não é mais falado? rsrsrs

    • Alessandro De Franceschi says:

      Fala Pedro, obrigado pelas palavras. Cara, de fato acho que Farellones não vale a pena. É melhor você e sua esposa praticarem nas pistas de iniciantes do Valle, La Parva ou El Colorado de uma vez e ter a possibilidade de ter pista maior e com melhor estrutura, e até se aventurar em pistas mais difíceis se sentirem que estão prontos. Farellones me parece mais para criança brincar escorregando na neve do que para esquiar mesmo, apesar de ter uma pista que o pessoal usa. Em termos de distância é quase nada de diferença. La Parva deve ficar a uns 5 minutos dirigindo de Farellones, e o Valle a uns 25 de Farellones.

      SObre La Parva não ser muito citado, acredito que é porque o Valle, por ter melhor estrutura de hotéis e serviços acaba sendo o destino preferido de turistas, mas os chilenos curtem bastante La Parva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.