fbpx

Esquiar na Eslováquia nunca passou pela minha cabeça. Aliás, não tinha a mínima ideia se existia neve na Eslováquia. Mas existia, e muito.

Mas e por que a Eslováquia? Ah, porque é muito barato, basicamente.

Quando fui à Eslováquia morava em Londres, um voo curto e igualmente barato até Bratislava, capital daquele país. Mas a estação de ski ficava na cidade de Liptovský Mikuláš, e chegar lá não foi tão simples assim, já que praticamente tivemos que cruzar o país.

[mapsmarker layer=”9″]

Partimos da estação Hlavna em Bratislava com direção à Liptovský Mikuláš. Trem é um meio de transporte muito utilizado no país e o trem que utilizamos possuía ótimas condições. Maiores informações sobre trens na Eslováquia podem ser obtidas aqui e, principalmente, no site da empresa de trens Eslovaca. A viagem foi de aproximadamente 4 horas durante a noite. Inicialmente nos instalamos em uma cabine sozinhos, mas logo outras pessoas ocuparam a cabine, que tinha capacidade para 8 pessoas.

Jasná e Liptovský Mikuláš

Liptovský Mikuláš é uma cidade de aproximadamente 34 mil habitantes, situada na região norte da Eslováquia. Em suas proximidades estão situadas inúmeros resorts de ski, dentre eles Jasná, o maior do país.

Fiquei hospedado em uma pousada familiar (Família Antol), na cidade de Liptovský Mikuláš. Uma pousada simples, mas com um atendimento e estrutura muito bons. O site deles é http://www.penzionantol-liptov.sk/index_en.php e, como você poderá ver, os preços são muito bons (entre 10 e 15 euros).

Como falei, a estação de ski de Jasná é a maior do país, e a qualidade das pistas são realmente elogiáveis, na minha opinião. Pistas amplas, com diferentes níveis de dificuldades e uma paisagem exuberante. O horizonte das montanhas cobertas de neve e pinheiros é de tirar o fôlego.

Jasná
Jasná

São mais de 30 km de pistas, dentre os quais 1,5 km podem ser usados a noite. O destaque fica por conta da pista Chopok, a mais alta do complexo. O resort é servido por todos os serviços convencionais, como aluguel de equipaments, restaurantes, lojas e etc. Para maiores informações, acesse o site do resort AQUI.

Veja AQUI as fotos dessa viagem.

10 thoughts on “Por que eu fui esquiar na Eslováquia

  1. Daniela Cristelo says:

    Boa tarde, eu estou indo esquiar na Eslovaquia por 3 dias.. É a minha primeira experiÊncia.. Eles também alugam roupa (calças e botas apropriadas)? E os skis, por trÊs dias ficariam 50 euros, certo, segundo o que percebi da tabela.. Obrigado pela informação

    • Alessandro De Franceschi says:

      Oi Daniela, eu fui pra lá já faz algum tempo, então as coisas provavelmente mudaram bastante. Contudo, na época que passei por lá a estrutura já era muito boa, existia aluguel de roupa e equipamento e tudo mais. Acredito que tenham melhorado ainda mais esses serviços de lá pra cá! Sobre os preços, quando fui pra lá a Eslováquia sequer fazia parte da zona do Euro (pra você ver o tempo que já faz). Eu abri o site da estação e me parece que os preços atualizados estão nesse link – http://www.jasna.sk/en/prices/skipass-pricelist-winter-20142015/. O preço varia dependendo da data que você estará por lá! Boa viagem!

  2. Bernardo says:

    Beleza? Eu estou indo fazer a mesma viagem e não consegui achar o preço do trem Bratislava para Liptovský Mikuláš. Você lembra mais ou menos quanto que foi? Na estação de ski aquela lista “SKIPASS PRICELIST WINTER 2015 / 2016” ja inclui o preço do aluguel da ski ou não? Se não você lembra o preço? Obrigado pelas dicas, ajudaram muito.

  3. Thiago Ramalho says:

    Fala Bernardo, entao, vou no final de ano. Mas onde voce ficou hospedado (que pelo que vi é do lado da estacao de ski) nao tem vaga. Lá em Liptovski Mikulas voce viu taxis? Como era o acesso à Janas? Estou contando a possibilidade de alugar um carro.

  4. Leonardo Paiva says:

    Olá!

    Estou planejando em ir para Jasna Final de Fevereiro início de Março de 2018. Ainda tem neve nas montanhas? ..Sei que a temporada vai de Dezembro até Abril, mas fico preocupado de algumas pistas ficarem fechadas.

    Abs!

    • Alessandro De Franceschi says:

      Leonardo, fazem muitos anos que passei por lá. Mas a resposta é a mesma para praticamente todas as montanhas: Depende do ano e de como foi a queda de neve naquela temporada. Tem temporadas que a queda de neve é ótima e eles estendem o fechamento e tem mais pistas abertas, mas tem anos que a queda é menor e as pistas fecham antes. Você tem que ir monitorando quando chegar perto, não tem jeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.