Muitas pessoas que viajam para a Índia reclamam de sofrer golpes. Infelizmente, é comum. Com um pouco de cuidado e preparação, contudo, você pode escapar ileso de tais golpes.

Eu li muito sobre os tipos de golpes normalmente aplicados e escapei sem sofrer nada, inclusive me livrei de um justamente porque tinha lido a respeito.

Leia também:
10 coisas que você precisa saber antes de ir para a Índia
Como tirar visto para a Índia
Como comprar passagem de trem na Índia

Assim, para ajudar vocês a passarem pela Índia sem sofrer nenhum golpe, segue uma lista dos principais golpes aplicados a turistas na Índia.

Água “falsificada”

Água falsificada, isso mesmo. Você já assistiu ao filme “Quem quer ser um milionário?”? Pois então, esse golpe funciona exatamente como retratado no filme.

Você já segue o blog no Instagram? Clique aqui e diga o que você acha das minhas fotos.

Resumindo, os estabelecimentos irão recolher garrafas d’água usadas, encher com água da torneira (ou sabe-se lá de onde) e lacrar a tampa novamente com cola. Você vai comprar achando que é água mineral, quando na verdade é a péssima água da torneira indiana. O resultado disso será quase certamente uma diarreia que vai estragar boa parte da sua viagem.

Observe os lacres com muita atenção e, ainda que você esteja certo de que a água é mineral, use um comprimido de purificação que você encontra facilmente no Brasil.

Golpe do táxi

Vou chamar esse golpe de golpe do taxi. Já contei sobre ele em um post anterior sobre as 10 coisas que você deve saber antes de ir para a Índia, mas devo repetir aqui.

O golpe funciona da seguinte forma:

Você pegará um táxi no aeroporto e dirá o nome do seu hotel. No caminho, o taxista irá dizer que não está encontrando o endereço e irá lhe pedir um número de contato do hotel. Ele vai pegar o número com você, mas vai ligar para um parceiro dele no golpe, que irá se passar por um atendente do seu hotel.

Esse atendente falso irá lhe pedir seu número de confirmação da reserva e irá lhe informar que sua reserva foi cancelada por qualquer motivo. Assim, o taxista-golpista irá levar você para um hotel onde ele ganha comissão.

Isso aconteceu comigo quando cheguei em Delhi, mas logo que me dei conta do que estava acontecendo (eu já tinha lido sobre esse golpe antes de ir para a Índia) desliguei o telefone e disse para o taxista que já tinha gente me esperando no hotel e que eu sabia que a reserva estava confirmada.

A dica aqui é dizer o que eu disse, que já tem pessoas esperando você no hotel e que você tem que ir pra lá de qualquer jeito. Nunca acredite em qualquer empecilho criado por taxistas para levar você até seu destino! Outra variação desse golpe é dizer que a cidade está parada ou algo do tipo e parar no meio do caminho em uma agência de turismo para tentar lhe vender algum pacote. Não aceite paradas em qualquer lugar!

Tourist Office

Quando você estiver rodando por lugares turísticos ou chegando em alguma estação de trem, ônibus, etc, você será abordado por algumas pessoas lhe indicando o escritório de informações ao turista. Na verdade, esses balcões de informação são agências de turismo que vão tentar lhe empurrar passeios para todos os lugares. Não aceite!

Aliás, tome cuidado com todos as pessoas que tentarem lhe recomendar e levar você até alguma agência de turismo. Essas pessoas recebem comissão, e o preço será maior para poder acomodar aquela comissão.

Preços altos

Turistas acabam invariavelmente pagando mais caro do que os locais, isso é impossível de evitar. Contudo, na Índia a diferença é imensa. Assim, combine com antecedência o que você vai pagar por qualquer produto ou serviço. Não peça primeiro para pagar depois, pois você pode ter uma surpresa no valor.

Isso serve principalmente para passeios turísticos, corridas de táxi e de tuk-tuks. Tente saber com antecedência quanto normalmente custa o que você está tentando adquirir e, somente após, vá atrás. Barganhe se você achar que está pagando muito.

Nome de restaurantes

É bizarro, mas afinal, estamos falando da Índia. Existem estabelecimentos que roubam o nome de restaurantes conhecidos e recomendados para pegar a clientela do restaurante original.

Em Varanasi, por exemplo, existem dois restaurantes com o mesmo nome e na mesma rua, sendo que tal restaurante é um dos mais recomendados pelo Lonely Planet.

 

Você que já foi para a Índia e tem algum golpe para relatar, comenta aí e vamos aumentar a lista!

Para ver todos os posts da minha viagem para a Índia, clique aqui.

Se você estiver precisando de seguro viagem (totalmente recomendável para a Índia!), sugiro que deem uma lida no post que fiz sobre o melhor seguro de viagem de aventura.

16 COMENTÁRIOS

  1. Mto bom gostei. PRetendo ir ano q vem para India.
    Sei que tem o golpe do chá na India tbm, onde alguem te aborda na rua e te convida para um chá, vcs vão para um “coffee shop” e o preço do chá é um obsurdo.

    Sofri este golpe em Atenas, me apresentaram uma grega q pediu champanhe e foi me “cantando” para que eu consumisse mais… depois o valor da conta era 80 euros por 2 copos de champanhe.
    Fiquei bravo lá e ameacei de chamar a policia. Depois de mtas discussão aceitaram 10 euros como pagamento.

    Na Rússia tbm é comum este golpe.

    Obrigado por compartilhar.

  2. Boa noite, primeiramente adorei todas as informações prestadas por você. Eu pretendo ir para índia em fevereiro 2016, mas, estou com certas dúvidas. Ficarei 15 dias lá, não vou pagas hospedagem e comida, estava pretendendo levar 500 dólares, isso é considerada uma quantia razoável lá. E quanto ao voo, tenho uma escala em Dubai de 3 horas, você sabe se é preciso visto de trânsito ou uma autorização para entrada lá? obrigadinha bjinhos

  3. Paty, fiz o mesmo por Abu Dhabi e não precisei de visto pois não é necessário passar pela imigração (junho/2013). De qualquer forma é bom conferir..
    Boa viagem.

  4. Outro golpe que aplicam (e que caí) na Índia. Na entrada da estação do trem, junto às máquinas de raio-X um cara pediu um ticket/voucher do trem como se fosse um funcionário. Ele pega, olha e diz que o voucher deveria ter sido validado previamente no “Tourist Office”. Como uma pessoa prestativa, sai correndo (e você atrás) para conseguir um táxi (mancomunado) que te leve ao escritório. Chegando lá, você descobre que não precisa fazer nada (também conhecido como: foi enganado). E o desespero continua, o horário da partida está próximo e você ainda tem que chegar na estação novamente.
    PS.: o funcionário “real” vai verificar o ticket na entrada dos vagões, não há bloqueios (catraca, portões, etc.) antes disso. .

  5. Pretendo ir a India com esposo e meu filho de 1 ano e 5 meses. estou anotando todas as dicas!
    Foi de grande valia encontrar este post, eu não fazia idéia de que existia tais golpes.
    Amei tudo aqui!

  6. Estou adorando o blog. Mas, cacilda, os caras são campeões de golpes horríveis. Essas coisas me brocham bastante nas viagens pela Ásia. Os caras ficam igual mosca em cima de você tentando empurrar qualquer coisa. E não tem como vc se livrar. Dá pra ver q somos estrangeiros a mil km de distância… Da diarréia é difícil se livrar. Melhor levar imosec no bolso.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Coloque seu comentário
Coloque seu nome