Um dos 4 principais passeios do Deserto do Atacama é o passeio aos Geysers del Tatio. Antes de falar dos Geysers del Tatio, uma breve explicação sobre o que são os geysers.

Resumindo, geysers são formações onde jatos d’água emergem do solo. Esse fenômeno ocorre em razão de condições hidrogeológicas raras no mundo. Geysers estão localizados próximos de regiões vulcânicas e o que ocorre, basicamente, é que água da superfície adentra no solo e entra em contato com rochas em altas temperaturas e, assim, a água fervente pressurizada acaba subindo com força à superfície.

Leia também:
Deserto do Atacama – Tudo o que você precisa saber
Qual a roupa recomendada para a neve

Qual o melhor seguro de viagem para aventura
O Valle de La Luna em San Pedro de Atacama

Mas enfim, vamos falar dos Geysers del Tatio.

O passeio aos Geysers del Tatio

Como eu disse no início desse post, o passeio aos Geysers del Tatio é um dos mais tradicionais no Deserto do Atacama.

Você sairá muito cedo de San Pedro de Atacama, entre 4 e 5 da manhã. Isso é necessário pois os geysers são mais ativos na parte da manhã. O trajeto entre San Pedro e os Geysers del Tatio tem aproximadamente 100 km, mas o grande problema não é a distância.

Na verdade, eu apontaria dois grandes problemas: A altitude e o frio.

Os Geysers del Tatio estão localizados a aproximadamente 4.300 metros de altitude, o que é uma altitude considerável e requer alguns cuidados. Primeiro, tente deixar o passeio aos Geysers del Tatio para o final da sua viagem para que você esteja mais aclimatado à altitude. Segundo, tente não beber muito álcool e comer algo muito pesado na noite anterior. É também muito relevante se manter bem hidratado.

Com relação ao frio, talvez seja o lugar mais frio que vocês irão pisar na vida de vocês. Quando visitei os Geysers del Tatio eu peguei um frio de -13 graus. Menos 13 graus. Treze graus negativos. Frio pra cacete, basicamente.

Deserto do Atacama - Geysers del TatioGaivota aquecendo as patas nas águas termais dos Geysers del Tatio.

Eu estava com roupa de ski, pois tinha saído de uma ski trip em Nevados de Chillan e eu passei MUITO frio. Assim, prepare-se para o maior frio da sua vida, essa é uma das melhores dicas com relação ao passeio aos Geysers del Tatio. Conforme o sol nasce a temperatura melhora bastante, mas até lá o sofrimento é alto. Ah, importante dizer que em outras épocas do ano (estive lá em agosto) o frio é um pouco mais ameno (perto de zero), o que deixa a coisa toda mais prazerosa.

Dito isso, vamos ao relato sobre o passeio que eu fiz aos Geysers del Tatio.

Como falei no post que escrevi sobre tudo o que você precisa saber sobre o Deserto do Atacama, eu fiz o passeio com a agência Grado 10, que me pegou no hotel Pat’ta Hoiri às 5 da manhã. Depois de pegar outras pessoas que fizeram o passeio também, partimos em direção aos Geysers del Tatio.

Obviamente eu dormi o trajeto todo, e acho que foi uma boa escolha porque além de tudo estar escuro lá fora eu queria chegar nos Geysers del Tatio o mais descansado possível para evitar problemas com a altitude. Com relação ao frio, o pessoal da Grado 10 nos dá um cobertorzinho que veio em boa hora!

Chegando lá, temos que pagar uma entrada de 15 mil pesos chilenos que não está inclusa no passeio.

O tour começa com uma visita guiada com a guia da agência, que caminha conosco explicando um pouco sobre a formação e o fenômeno dos geysers. Honestamente, eu estava concentrado em sobreviver ao frio extremo e tirar fotos ao mesmo tempo.

Deserto do Atacama - Geysers del Tatio

Depois da visita guiada nos dirigimos a uma área onde é possível tomar banho em piscinas termais que ficam ao lado do campo dos Geysers del Tatio. O local conta com vestiários, mas honestamente eu estava sofrendo com o frio, então resolvi não encarar o banho. Entretanto, muita gente aproveitou para se esquentar um pouco nas águas quentinhas.

Logo após, tivemos um excelente café da manhã preparado no caminhão da Grado 10 e que estava incluso no preço do passeio. Finalizado o café da manhã é hora de retornar, com duas paradas bem interessante no caminho.

O povo Machuca

A primeira parada foi em um lago congelado logo na saída dos Geysers del Tatio. A paisagem é linda e você pode observar inúmeros pássaros que habitam o lugar. Ficamos ali por alguns minutos para tirar algumas fotos e seguimos viagem até o povoado Machuca.

Geysers del TatioGeysers del Tatio

O povo Machuca é pequeno povoado que fica na beira da estrada de volta a San Pedro de Atacama. Podemos ver que eles vivem da agricultura, mas que o turismo tem tido um papel importante, pois praticamente todas as vans e ônibus que voltam dos Geysers del Tatio param ali.

No povoado os turistas poderão tirar fotos com lhamas e depois provar um churrasquinho de lhama (não a mesma que você tirou a foto).

Geysers del Tatio - Povo MachucaGeysers del Tatio - Povo MachucaAlém disso, no povoado existe uma igreja antiga onde é possível fazer uma visitação. Você ficará no povoado por cerca de trinta minutos, quando inicia novamente o regresso a San Pedro de Atacama, dessa vez sem paradas.

Se vocês quiserem ver mais fotos sensacionais dos Geysers del Tatio recomendo uma passada no post da Katarina, do Outro Blog.

Espero que o post tenha ajudado de alguma forma! Se você gostou, curte e compartilha clicando nos botões abaixo!

Se quiser ver os posts da minha viagem ao Atacama, clique aqui.

Caso você queira receber outros posts como esse, coloque seu e-mail abaixo e receba diretamente em sua caixa de entrada:

Receba os posts por e-mail



2 COMENTÁRIOS

DEIXAR UMA RESPOSTA

Coloque seu comentário
Coloque seu nome