Em julho e agosto de 2014 estive na Argentina para uma snowtrip. Passamos por Chapelco e San Martin de Los Andes, Bariloche e Cerro Catedral, e Cerro Bayo e Villa La Angostura.

Leia também:
Onde se hospedar em Villa La Angostura
Esqui em Chapelco

Ah, se você vai passar por Buenos Aires em sua viagem, sugiro uma lida nos seguintes posts do Tulio, do Aires Buenos: 101 coisas para fazer em Buenos Aires e quanto dinheiro levar para Buenos Aires.

Ficamos em Villa La Angostura nos últimos 3 dias da nossa trip, e compartilho com vocês aqui minhas dicas e impressões sobre essa cidade e também sobre o centro de ski Cerro Bayo.

Villa La Angostura

Villa La Angostura é uma pequena e simpática cidade de montanha localizada a 84 km ao norte de Bariloche e 115 km ao sul de San Martin de Los Andes. Em um dos dias em que não pudemos esquiar no Cerro Catedral, em Bariloche, em razão do vento, fizemos uma visita de um dia com a esperança de esquiar em Cerro Bayo, o que acabou não acontecendo.

Assim, aproveitamos para conhecer Villa La Angostura, cidade base do centro de ski Cerro Bayo, e ficamos tão encantados com a cidadezinha que decidimos ficar aqui nos últimos 3 dias de viagem.

Como chegar

Bariloche talvez seja o principal aeroporto da região e, em razão disso, é bem provável que para chegar aqui você passe por lá.

De Bariloche você pode facilmente dirigir até Villa La Angostura, já que a estrada é bem sinalizada e em excelentes condições.  O trajeto é curto (1 hora de carro aproximadamente) e lindo demais, quase sempre às margens do Lago Nahuel Huapi. Não há pedágios nesse trajeto.

Também é possível ir de ônibus partindo da rodoviária de Bariloche, que foi o meio que utilizamos. Pagamos 60 pesos na empresa Albus. Para informações sobre horários e tarifas, recomendo acessar o site da empresa.

Para quem pretende fazer um passeio de um dia apenas, é possível contratar vans em Bariloche. Quando fomos passar um dia por lá, contratamos uma van que nos cobrou 400 pesos por dia para 7 pessoas.

Onde comer

Vou dar 3 dicas bem diferentes. Todos os locais ficam na rua principal da cidade, então não tem como errar.

Loncomilla

A primeira dica é negativa. Não vá nesse lugar! É aparentemente um dos restaurantes mais frequentados pelos turistas, e nós caímos nesse golpe também.

Pagamos 115 pesos por um bife de chorizo para 2 pessoas, mas a carne estava tão dura e sem gosto que não deu nem para terminar. Assim, tente evitar esse lugar.

O Trip Advisor retrata bem essa realidade e não me deixa mentir!

Alma Mora

O Alma Mora é um restaurante pequeno, mas muito convidativo. Decoração moderna, wi-fi que funciona bem, comida excelente e preço bom.

Pagamos 98 pesos num risotto de cogumelo e parmesão e 105 num frango com molho de mostarda. Ambos pratos muito bem servidos e excelentes, conforme se vê pelas fotos abaixo:

Villa Rica Comidas para Llevar

A última dica é um pouco diferente. O Villa Rica faz comidas para levar, que são deliciosas. Nós pedimos sopas, batatas rústicas e frango e levamos para o hostel em que ficamos hospedados. É possível também pedir por tele-entrega.

Além da comida muito boa, o lugar é muito legal!

Onde ficar

Villa La Angostura é bem servida de hospedagens, para todos os gostos e bolsos. Existem opções mais afastadas do centro e na beira do lago para quem busca sossego total, e existem também opções localizadas mais próximas da rua principal.

Nós ficamos hospedados no Hostel La Angostura. Fiz um review completo sobre esse lugar, que você pode acessar clicando aqui.

Muita gente aluga cabanas na região, e um bom site para encontrar uma boa cabana é o Portal Villa La Angostura.

O que fazer

A principal atração é, sem dúvida, o centro de ski Cerro Bayo, que falarei mais adiante.

Porém, existem outras atividades além de ski/snowboard. Infelizmente não tive tempo para fazer essas atividades, mas o pessoal do Hostel La Angostura fez algumas indicações, como passeios de bike, caiaque, trilhas e mergulho no lago.

O mergulho certamente me chamou a atenção, mas o tempo não permitiu que eu tentasse. Um dos contatos que me passaram foi o Ardilla Buceo. Para quem busca outras atividades, me recomendaram a Alma Sur.

Serviços

A rua principal é onde se concentra todo o comércio e principais serviços de Villa La Angostura. Lá você encontra hotéis, lojas, aluguel de equipamentos, restaurantes, casas de câmbio, bancos, supermercados e tudo o que você possa precisar.

Sobre lojas, existem lojas de grandes marcas por lá, como Columbia, Quiksilver, Salomon, além de outras grandes lojas que vendem roupas e equipamentos de aventura.

Em uma ponta da rua principal você encontra um escritório do centro de ski Cerro Bayo, onde é possível adquirir tickets e obter informações sobre o centro. Bem próximo dali fica a casa de câmbio Andina, onde trocamos parte do nosso dinheiro. Logo em frente tem um grande supermercado.

Na outra ponta da rua principal fica a rodoviária, bem próxima do Hostel La Angostura.

Cerro Bayo

Cerro Bayo se auto denomina um Centro de Ski Boutique. Não sei qual o significado desse título na concepção deles, mas a verdade é que não gostei muito do que vi.

Preciso dar um desconto e dizer que fui a Cerro Bayo depois de passar por Chapelco e Cerro Catedral, e que quando estive lá as condições de neve estavam péssimas, o que não é uma falha do centro de ski.

De todo modo, a área esquiável me pareceu muito pequena. Além disso, os lifts eram muito antigos e lentos, talvez os mais antigos que eu já vi até hoje. Isso talvez traga um charme retrô para alguns, mas a verdade é que lift lento significa filas quilométricas.

A vista, por outro lado, talvez seja imbatível. A visão que se tem do Lago Nahuel Huapi lá de cima é incrível, como se pode ver nas fotos abaixo.

Eu acho que sempre vale a pena conhecer um lugar novo, mas eu não faria de Cerro Bayo a base de uma snowtrip. Acho que reservar um ou dois dias para esse lugar é o suficiente.

Pistas

Segundo o site do centro, são 25 pistas e 16 meios de elevação. Como falei, as condições de neve quando estive por lá estavam muito ruins, e a maioria das pistas estavam fechadas. Como Cerro Bayo tem uma baixa altitude, é sempre bom se informar antes sobre as condições das pistas.

O site do centro traz as informações atualizadas.

Em razão das condições que encontramos por lá, não pude percorrer boa parte das pistas, principalmente a área de fora de pista, que tem um desenho interessante, conforme se vê do mapa abaixo.

Cerro Bayo

Bem ao lado do Refúgio Tronador existe uma pista de iniciantes, com uma esteira como meio de elevação, que é o local para aqueles que nunca tiveram contato com ski/snowboard.

Aluguel de equipamentos

Na base do cerro existem duas lojas que fazem o aluguel de equipamentos. Fui na Yeti e achei a qualidade dos equipamentos razoável, mas o preço caríssimo. No site eles informam que o preço do equipamento de ski mais barato seria 250 pesos. Contudo, chegamos cedo pela manhã, com a estação praticamente vazia, e esse equipamento mais barato já estava esgotado (tão me enrolando!!).

Assim, nos restou pagar 360 pesos por um equipamento apenas razoável.

No site do centro constam todas as informações sobre o aluguel, bem como os preços detalhados de cada lugar.

Como chegar

Chegar no Cerro Bayo talvez seja a maior vantagem, pois como o centro de ski fica a 9 km do centro de Villa La Angostura, é certamente um dos centros de ski mais próximos da cidade base.

Para ir de táxi, paga-se 100 pesos o trajeto. No Hostel La Angostura conseguimos um transfer que cobrava 80 pesos ida e volta por pessoa. Existe também a opção de se pegar um ônibus no centro ae que larga bem na entrada da estrada que sobe para o Cerro e de lá você pode pedir carona.

Serviços

Segundo o site do centro, existem 6 restaurantes no complexo. No dia que fomos ao Cerro Bayo almoçamos no Refugio Tronador. A comida é bem simples, assim como o atendimento, mas o preço é um pouco mais caro que Chapelco.

O centro também oferece aula de ski/snowboard. O preço em 2014 era de 980 pesos para uma aula particular individual de 2 horas, 1250 pesos para duas pessoas e 1410 pesos para 3 pessoas.

Para mais informações, acesse o site do centro.

Passes

Os passes, na temporada alta, custavam 565 pesos o dia para um adulto, 20 pesos mais barato que Chapelco.

Para ver as fotos de Cerro Bayo e Villa La Angostura, clique aqui.

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UMA RESPOSTA

Coloque seu comentário
Coloque seu nome